O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que, atualmente, quem se mostra contra o sistema é o presidente da Argentina, Javier Milei. Em sua avaliação, ao citar Milei e o ex-presidente Jair Bolsonaro, a democracia corre risco.

O presidente ainda falou sobre o ataque racista dos torcedores do Atlético de Madri contra o jogador brasileiro Vinícius Júnior.

Na avaliação do presidente, a democracia corre risco.

Estadão Conteúdo