Continua após a publicidade:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quarta-feira, 26 de junho, que haja diferenciação entre usuário e traficante na lei brasileira.

Em entrevista ao site UOL, o petista foi indagado sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que descriminalizou o porte pessoal da maconha. Lula disse que já há uma lei desde 2006 para não punir os usuários e que o tema precisa ficar claro.

Continua após a publicidade:

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

O presidente indicou que o assunto não precisaria ser definido pelo STF. A Corte reconheceu na terça-feira, 25, que o porte de maconha para consumo próprio não é crime. Os ministros ainda debatem critérios objetivos para diferenciar usuários e traficantes, inclusive quantidade de droga. O julgamento deve ser concluído na quinta-feira, 27. A decisão só passa ter efeitos práticos quando o julgamento for encerrado e o acórdão publicado.

Continua após a publicidade:

Lula contou que tem uma neta que enfrenta problemas de convulsão e faz uso para fins medicinais.

Estadão Conteúdo