Em passagem pelo Agreste na manhã desta quarta-feira (3), a governadora Raquel Lyra fez uma série de anúncios que vão beneficiar a população de diversas cidades da região em áreas como infraestrutura, educação e abastecimento hídrico.

Continua após a publicidade:

Durante eventos nas cidades de Toritama e Surubim, a gestora entregou um trecho de 7,7 quilômetros da BR-104 completamente duplicado, 10,9 quilômetros da via restaurados e assinou a ordem de serviço para retomada das obras de requalificação da PE-083.

Raquel Lyra ainda autorizou serviços da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) na região e se comprometeu a apoiar prefeituras com investimentos em escolas da rede municipal.

📲 Entre no nosso grupo de Telegram e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

A entrega da requalificação de parte da BR-104 ocorreu no município de Toritama, mas a obra atravessa outras seis cidades: Taquaritinga do Norte, Caruaru, Agrestina, Cupira, Panelas e Quipapá.

A obra de duplicação e restauração da via tem um investimento de R$ 115,8 milhões e contempla uma extensão total de 51,4 quilômetros em uma região onde se destacam a indústria têxtil do Polo de Confecções do Agreste e o comércio. O trecho aberto para os veículos recebeu do governo estadual sinalização vertical e horizontal.

A parte da via que foi duplicada e entregue pela governadora vai de Pão de Açúcar (Taquaritinga do Norte – Km 19,8) a Toritama (Km 33), e vai beneficiar aproximadamente 450 mil pessoas.

Continua após a publicidade:

Com isso, a rodovia possui agora 49 quilômetros de pista duplicada e 51,4 quilômetros restaurados. O prazo de conclusão da obra é março de 2025.

Ainda pela manhã, a governadora assinou a ordem de serviço para retomada da obra da PE-083, que vai do centro de Cumaru até o entroncamento com a PE-090, em Surubim.

A restauração, em um trecho com extensão de 23,2 quilômetros, já tem recursos garantidos de R$ 60,9 milhões para execução e conclusão dos serviços, beneficiando mais de 74 mil moradores dos dois municípios.

A obra será coordenada pela Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) e executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE), contemplando os serviços de restauração do pavimento, instalação de nova drenagem e sinalização horizontal e vertical.

A iniciativa é uma reivindicação antiga da população e era esperada por mais de uma década. A previsão de conclusão dos serviços é até o segundo semestre de 2025.

Continua após a publicidade:

A governadora Raquel Lyra também assinou convênio com a Prefeitura de Orobó para iniciar as obras da primeira etapa da pavimentação asfáltica da estrada de acesso ao Sítio Varjão.

O convênio, no valor total de R$ 3,8 milhões, conta com um aporte de R$ 3,5 milhões do Governo do Estado e uma contrapartida de R$ 334 mil do município de Orobó.

O objetivo do convênio é pavimentar dois quilômetros da Estrada do Varjão, que atualmente não possui revestimento e liga o Bairro de São José, na sede de Orobó, ao Sítio Varjão, no limite com o município de Casinhas.

A obra deve ser concluída em oito meses, incluindo o prazo de licitação que será realizada pelo município.

Para garantir que a população do Agreste, região com o pior balanço hídrico do país, tenha maior acesso à água, Raquel Lyra também anunciou investimentos para obras da Compesa em Surubim no valor de R$ 18,1 milhões.

Em uma dessas ações, a chefe do Executivo vai aplicar R$ 15 milhões na construção de uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA) que será instalada ao lado da ETA Jucazinho, que integra o complexo do Sistema Jucazinho, localizado em Surubim.

Essa intervenção irá permitir a redução do rodízio da cidade a partir do aumento da vazão do sistema, de 250 litros de l/s para 300 l/s.

O reflexo será a diminuição do rodízio em 10 dias no calendário estabelecido para a cidade, que hoje é de cinco dias com água para 25 dias sem.

Com isso, Surubim terá um calendário de cinco dias com água e 15 dias sem. A previsão é que a licitação seja iniciada no próximo mês e as ações executadas em 12 meses após a assinatura do contrato.

Para viabilizar a operação da nova Estação de Tratamento de Água para Surubim, a governadora também autorizou investimentos para recuperação e ampliação de duas estações elevatórias (sistemas de bombeamento) do Sistema Jucazinho.

Nessa iniciativa, serão destinados R$ 3 milhões para contemplar as estações elevatórias 1 e 8 desse sistema, que envolverá a aquisição de novos conjuntos de motobomba e quadros de comando. A expectativa é executar os serviços em oito meses após a assinatura do contrato.

Ainda em Surubim, foi autorizada a licitação da obra para implantação do sistema de abastecimento de água para a comunidade rural de Sítio Capim.

A intervenção, a ser executada pela Compesa, será possível a partir da ampliação do Sistema de Abastecimento de Água de Lagoa do Capim.

A comunidade não conta com rede regular de abastecimento e após a conclusão da obra terá água tratada nas torneiras.

O atendimento aos moradores é feito, atualmente, por carros-pipa ou água de açudes. Nesse projeto, serão investidos R$ 100 mil para benefício de 200 pessoas com a instalação de 70 novas ligações de água. Após a assinatura do contrato da obra, as ações devem ser finalizadas em 120 dias.

Em Surubim, a governadora ainda assinou o Termo de Intenção de Cooperação Financeira entre o Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esportes (SEE), e diversos municípios do Agreste, no âmbito do programa Juntos pela Educação.

Esse documento oficializa o aporte financeiro destinado a subsidiar a aquisição de bens permanentes para unidades educacionais e a realização de obras de infraestrutura.

Os municípios de Bom Jardim, Casinhas e Orobó foram os contemplados com esse investimento, que visa melhorar a qualidade da educação na região.

O Regime de Colaboração, proposto pelo Juntos pela Educação, é um modelo inovador no país, que confere ainda mais protagonismo para os mecanismos colaborativos entre os entes federativos, assumindo que a cooperação entre Estado e municípios é essencial para o sucesso da política educacional e para a efetiva redução das desigualdades.