O cineasta Morgan Spurlock, famoso por dirigir e protagonizar o controverso “Super Size Me: A Dieta do Palhaço” em (2004), faleceu na quinta-feira (23) em Nova York, EUA.

Continua após a publicidade:

A família de Morgan confirmou sua morte na sexta-feira (24). Ele estava enfrentando uma batalha contra o câncer e veio a óbito devido a complicações da doença.

Craig Spurlock, irmão do documentarista, compartilhou uma declaração com a revista People:

Morgan Spurlock, o renomado diretor por trás do documentário “Super Size Me”, provocou intenso debate global com sua obra. Nele, Spurlock se compromete a consumir exclusivamente alimentos do McDonald’s, três vezes ao dia, durante um mês, seguindo a regra de aceitar sempre o tamanho “gigante” (super size) quando oferecido.

Seu objetivo era evidenciar os danos à saúde causados pelo fast food. Ao longo do experimento, os níveis de colesterol e gordura de Spurlock alcançaram patamares alarmantes, levando a sintomas como depressão, oscilações de humor e disfunção sexual.

A contundente denúncia de Spurlock reverberou ao redor do mundo, especialmente nos EUA. O sucesso avassalador do documentário, inclusive indicado ao Oscar, influenciou a retirada dos combos gigantes do cardápio do McDonald’s. Antes, esses combos incluíam refrigerantes de 1,2 litros e pacotes de batatas fritas de 200 gramas.

Além de “Super Size Me”, Spurlock dirigiu “Where in the World is Osama Bin Laden?” (2008), “Freakonomics” (2010) e “Super Size Me – O Frango Nosso de Cada Dia” (2017).

Continua após a publicidade:

Loading video
https://youtube.com/watch?v=as2zMlxeOkw%3Fenablejsapi%3D1%26amp%3D1%26playsinline%3D1