O ministro das Relações Exteriores de Israel, o chanceler Israel Katz, criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta sexta-feira, 5 de abril, sugerindo que Lula deveria ter uma melhor noção de números antes de assumir a presidência.

Entenda o que aconteceu

Durante a conferência nacional pelos direitos das crianças e dos adolescente que ocorreu na última quarta-feira, 3 de abril, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), cometeu um erro ao dizer que 12,3 milhões de crianças morreram bombardeadas, em Gaza, na guerra entre Israel e Hamas.

Continua após a publicidade:

Após chamar de uma “guerra insana contra a humanidade”, Lula pediu para que as pessoas levantassem as mãos para um homenagem.

Em seguida, o presidente proferiu a polemica frase.

O problema é que o Ministério da Saúde da Palestina, que é controlado pelo Hamas, grupo que agradeceu a Lula por comparar a ação de Israel em Gaza com o Holocausto, divulgou ainda em fevereiro, através de nota, que o número de palestinos mortos por Israel era de 30.035 mil, sendo que, na verdade, 12.400 eram crianças.