Coluna

ARTIGO: O difícil papel da mulher na política - Por Silvinho Silva

"Raquel não foi a única vítima desta questão que repercutiu nacionalmente", diz colunista.

Coluna de Silvinho Silva. Foto: Portal de Prefeitura
Coluna de Silvinho Silva. Foto: Portal de Prefeitura

O retorno dos trabalhos da Alepe foi marcado por um discurso bastante raso que partiu do presidente da Assembleia Legislativa, Álvaro Porto, criticando a participação da governadora Raquel Lyra.

Antes, o presidente disse que a Casa iria continuar presando pelo diálogo com os poderes e com a população.

No entanto, após o discurso da governadora Raquel Lyra que compareceu a reabertura dos trabalhos ao lado da sua vice, Priscila Krause e de secretários estaduais, ainda com o microfone ligado, o parlamentar proferiu algumas palavras inapropriáveis que de longe combinam com diálogo.

Não deu outra e o fato que foi gravado pela TV ALEPE, repercutiu nacionalmente.

A governadora Raquel Lyra chegou a comentar o fato ocorrido e disse tratar-se de uma violência política.

O triste e lamentável episódio vivido pela governadora Raquel Lyra ontem dão uma demonstração de quanto é difícil para uma mulher ocupar um espaço de destaque na política.

Raquel é a primeira mulher eleita para o cargo de governadora e Priscila Krause a segunda vice-governadora eleita.

Mas Raquel não foi a única vítima desta questão que repercutiu nacionalmente ontem.

A deputada federal e pré-candidata a prefeita pelo PSB, Tabata Amaral, também sofreu uma crítica inapropriada e machista feito pelo presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto.

Em entrevista à GloboNews, o presidente do PL disse que a parlamentar não tinha experiência em órgãos públicos ou administração municipal, por isso “seria um erro” e “um caos para São Paulo” caso ela fosse eleita.

Valdemar ainda sugeriu que Tabata poderia tirar proveito da influência de seu namorado.

A deputada tem um relacionamento com o prefeito de Recife, João Campos (PSB).

Dois fatos lamentáveis para a política nacional e que precisam e devem ser combatidos diariamente.

Versão de Álvaro

Segundo o deputado e presidente da Assembleia Álvaro Porto, usou uma expressão não condizente com o contexto e local ao avaliar o discurso da governadora Raquel Lyra após a sessão de abertura dos trabalhos legislativos de 2024. Mas que considera o teor do discurso desconectado com a realidade vivida em Pernambuco.

Solidariedade

Durante o dia, diversos políticos e lideranças prestaram solidariedade a governadora Raquel Lyra. O PSDB nacional também se manifestou por meio de nota e disse que a legenda vai abrir um processo contra o deputado Álvaro Porto.

Lideranças

Os deputados Izaias Regis e Joãozinho Tenório, líder e vice-líder do governo também comentaram a declaração do presidente Álvaro Porto. “Acreditamos que o presidente Álvaro Porto não foi feliz ao tecer comentários negativos a fala da governadora, que se dispôs ir na Alepe com todo seu secretariado, mostrando que quer trabalhar dialogando com o legislativo. Raquel frisou seu foco no comprometimento com o Estado e que assim possamos seguir, trabalhando pelo melhor para todos os pernambucanos e pernambucanas” disse a nota assinada pelos parlamentares.

Campanha

A deputada federal Clarissa Tércio esteve reunida com o time do PP para traçar estratégias para a sua pré-campanha a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes. A reunião, realizada recentemente, teve como pauta central a discussão sobre propostas e ações voltadas para as áreas fundamentais do município, como saúde, educação e segurança pública.

Sivinho Silva