A Jeep comemora um marco significativo com o Commander, que acaba de alcançar a impressionante marca de 50.000 unidades comercializadas no Brasil, em pouco mais de dois anos de existência. Este modelo se destaca como líder do segmento de SUVs com sete lugares, figurando também entre os mais vendidos na categoria de utilitários grandes em geral. Produzido no complexo industrial de Goiana, em Pernambuco, o Commander tem o mérito de ser o primeiro Jeep totalmente desenvolvido no Brasil, consolidando-se no topo da gama da fabricante no país.

Recentemente, a linha do SUV recebeu um importante reforço com a introdução da motorização Hurricane 2.0 turbo a gasolina, um motor que desenvolve 272 cavalos de potência. Esta adição ao portfólio do Commander foi crucial para eliminar as críticas anteriores relacionadas ao desempenho do veículo, proporcionando uma condução mais potente e ágil, alinhada às expectativas dos consumidores mais exigentes.

Novidades no Jeep Renegade

Aproveitando o ensejo das novidades na Jeep, a marca também prepara o lançamento de uma nova versão para o Renegade, o modelo de entrada da marca no Brasil. Previsto para o segundo semestre deste ano, a linha 2025 do Renegade ganhará a inédita versão Sahara. Segundo apurações do site Autos Segredos, esta nova configuração será similar ao modelo Moab, lançado em 2019, porém, com algumas modificações significativas. Em vez do motor 4×4 turbo diesel, o Sahara virá equipado com o conjunto T270, tração 4×4 e câmbio automático de 9 velocidades.

Continua após a publicidade:

Jeep
Novo modelo do Jeep Renegade, o Sahara. Foto: Divulgação

Estratégia de posicionamento

A nova versão Sahara será estrategicamente posicionada entre as configurações Longitude e Trailhawk, oferecendo uma opção intermediária para os consumidores. Para manter os preços mais competitivos, alguns equipamentos serão deixados de lado, como o ar-condicionado digital e os serviços conectados. No entanto, a lista de itens de série continuará robusta, incluindo sistema start-stop, seis airbags, detector de fadiga do motorista, frenagem autônoma de emergência, chave canivete, entre outros recursos.

Expectativas para o mercado

Com estas novidades, a Jeep espera não apenas manter sua posição de liderança no segmento de SUVs, mas também expandir sua participação de mercado, oferecendo veículos que combinam robustez, desempenho e inovação. O Commander, com sua impressionante marca de vendas, e o Renegade Sahara, com suas novas configurações, são exemplos claros da estratégia da Jeep de atender às diversas demandas dos consumidores brasileiros e consolidar sua presença no mercado automotivo nacional.