Versão Básica com Déficits

O Citroen C3 1.0, considerado o carro mais acessível do mercado, apresenta uma versão básica por R$ 67.990, com algumas omissões notáveis, como limpador e lavador do vidro traseiro, desembaçador e rádio com apenas uma porta USB.

Kit Adicional e Custo Extra

Para suprir as ausências, a Citroen oferece o pacote Liv tech 1.0, que inclui os itens faltantes por um custo adicional de R$ 1.000. Com isso, o preço total sobe para R$ 63.990, ainda R$ 7.000 mais em conta do que a versão C3 Live Pack 1.0.

Detalhes do Pacote e Considerações

Apesar da solução, o rádio USB da Mopar, embora funcional, destoa do design do painel do carro. Porém, a versão 1.0 já vem com o “kit dignidade”, controles de estabilidade e tração, além do assistente de partidas em rampas. O motor é o Firefly 1.0, com até 75 cavalos.

Competitividade no Mercado

Mesmo sendo uma alternativa mais acessível, alguns questionam se os cerca de R$ 73.000 são justificados, sugerindo considerar opções como o Fiat Argo, que por um investimento um pouco maior pode oferecer mais recursos e desempenho.
O recém-lançado Citroen C3 oferece duas opções de motorização no mercado brasileiro. O primeiro, um 1.0 6v Firefly, proveniente da Fiat, com potência de até 75 cv e torque de 10,7 kgfm. O segundo é o conhecido 1.6 16v da família EC5, com impressionantes 120 cv e 15,7 kgfm de torque. Uma característica interessante é o indicador de trocas de marcha, proporcionando uma condução mais eficiente. Além do câmbio manual de 5 marchas, as versões top de linha equipadas com o motor 1.6 oferecem a opção de transmissão automática de 6 marchas.