Erro

Pernambuco aplicou vacina errada em crianças e adolescentes, revela Advocacia-Geral da União; confira quais os imunizantes e quantidade

O ministro Lewandowski, do STF, deu um prazo de 48h para estados explicarem irregularidades após pedido de liminar para suspensão da imunização.

Por - Publicado em 19 jan de 2022, às 15:17   -   Atualizado em 19 jan de 2022, às 16:23
Pernambuco aplicou vacina errada em crianças e adolescentes, revela Advocacia-Geral da União; confira quais os imunizantes e quantidade
Pernambuco aplicou vacina errada em crianças e adolescentes, revela Advocacia-Geral da União; confira quais os imunizantes e quantidade