STF

Gilmar Mendes decide suspender parte da lei de improbidade e somente atos graves poderão provocar a perda de direitos políticos

Ministro atendeu um pedido do PSB. O Partido diz que a retirada de direitos políticos configura uma punição excessiva que deveria ser aplicada apenas quando a improbidade for dolosa.

Por - Publicado em 5 out de 2021, às 10:31 - Atualizado em 5 out de 2021, às 10:31
Gilmar Mendes decide suspender parte da lei de improbidade e somente atos graves poderão provocar a perda de direitos políticos
Ministro Gilmar Mendes, do STF. Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF