Argumentação

MPF defende condenação de ex-deputado por formação de quadrilha e peculato; crimes teriam ocorrido entre janeiro de 2005 e junho de 2007

O vice-procurador-geral da República Humberto Jacques de Medeiros, destacou que as práticas do réu demonstram claro “patrimonialismo político” porque Moura misturava o espaço público com o privado, envolvendo familiares e amigos nas questões da Prefeitura de Pirambu (SE).

Por - Publicado em 27 set de 2021, às 10:37 - Atualizado em 27 set de 2021, às 10:37
MPF defende condenação de ex-deputado por formação de quadrilha e peculato; crimes teriam ocorrido entre janeiro de 2005 e junho de 2007
Ex-deputado federal André Moura. Foto: Wilson Dias / Agência Brasil