Declaração

Secretário de Cultura agradece ao senador Fernando Bezerra por ter retirado de pauta o Projeto de Lei Paulo Gustavo: “é um absurdo”

Mario Frias comemorou a retirada da Lei que visa ações de auxílio à cultura, como a liberação de R$ 4,3 bilhões para o setor.

O secretário de Cultura Mario Frias usou o Twitter para agradecer ao senador e líder do Governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB) de retirar de pauta o Projeto de Lei Paulo Gustavo, no qual classificou como um absurdo.

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 73/2021 já esteve na pauta nas últimas semanas, mas sua votação foi adiada. Ganhou o nome de Paulo Gustavo em homenagem ao ator, que faleceu em maio passado, vítima da covid-19. A proposta libera R$ 3,8 bilhões para amenizar os efeitos negativos econômicos e sociais da pandemia no setor cultural.

Ver mais: 

>> Senado vota ‘Lei Paulo Gustavo’ que visa ações de auxílio à cultura, como a liberação de R$ 4,3 bilhões

Além de compartilhar uma publicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro, o secretário escreveu: “Um absurdo que transformará o governo federal num caixa eletrônico de saque compulsório. Essa lei destinará anualmente R$ 4 bilhões para estados decidirem o destino desse recurso. Sou radicalmente contra”.

Mario agradeceu a Fernando Bezerra e classificou como “absurdo” o projeto.

O texto foi apresentado pela bancada do PT. O relator, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), acatou cinco emendas e apresentou um substitutivo. Uma das emendas, da senadora Rose de Freitas (MDB-ES), veda o recebimento simultâneo dos auxílios da nova lei e de uma anterior, a Lei Aldir Blanc (Lei 14.017/2020), que também prestou assistência à cultura na pandemia.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal