Manifestação

Subprocuradora defende que Roberto Jefferson vá para prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica

Parecer de Lindôra Araujo cita estado de saúde do ex-deputado.

A subprocuradora da República Lindôra Araujo deu na sexta-feira (27) parecer favorável ao cumprimento de prisão domiciliar pelo presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson. Na manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a subprocuradora entendeu que a medida é suficiente para “garantir a ordem pública”, juntamente com o uso de tornozeleira eletrônica.

O parecer foi dado no habeas corpus no qual a defesa de Jefferson pede a concessão de liberdade ou a prisão domiciliar. O caso é relatado pelo ministro Edson Fachin.Subprocuradora, Subprocuradora defende que Roberto Jefferson vá para prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônicaSubprocuradora, Subprocuradora defende que Roberto Jefferson vá para prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica

No dia 13 de agosto, a Polícia Federal (PF) prendeu Roberto Jefferson. Os agentes cumpriram mandado expedido pelo ministro Alexandre de Moraes. A prisão foi justificada após publicações de supostos ataques aos ministros da Corte nas redes sociais do ex-deputado.

Ver mais:

>> Preso, Roberto Jefferson dispara contra o STF: “Abutres”; confira a carta completa

No entendimento de Lindôra Araújo, Roberto Jefferson também deve cumprir prisão domiciliar em função de seu estado de saúde. No pedido de habeas corpus, os advogados informaram que o ex-parlamentar tem indicação para angioplastia coronariana e crises de pielonefrite (inflamação nos rins).

“Verifica-se, portanto, a comprovação inequívoca da imprescindibilidade da prisão domiciliar para o indispensável tratamento médico incompatível com o sistema prisional”, opinou a subprocuradora.

Da redação do Portal com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal