Condições

Lula diz que vai escolher vice que ‘não pense em dar golpe’ e faz relação indireta ao ex-presidente Michel Temer

Alguns internautas curtiram o comentário do político e um deles citou o nome do governador do Maranhão, Flávio Divo (PSB).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), escreveu em sua conta oficial no Twitter, nesta quarta-feira, 25 de agosto, que vai escolher um nome para vice-presidente na sua chapa que não seja “mais bonito, nem mais alto ou mais inteligente’ que ele. O político ainda disse que o vice precisa ser ‘uma pessoa que pense no povo como ele e não pense em dar golpe’.

Veja também:
>>>Lula: ‘Brasil precisa ser do tamanho dos sonhos de Getúlio Vargas, não o pesadelo mesquinho de Bolsonaro’

“Ficam perguntando o perfil do meu vice: Bom, ele não pode ser mais bonito que eu, nem mais alto, nem mais inteligente. rs Brincadeiras a parte… Uma pessoa que pense no povo como eu e não pense em dar golpe. É difícil. Mas vou escolher com carinho”, escreveu Lula.

Em coletiva concedida a imprensa em Natal, no Rio Grande do Norte,  o petista chegou a citar o ex-presidente Michel Temer (MDB) no episódio do impeachment de Dilma Rousseff (PT).

“Estou certo que vice é uma coisa de muita responsabilidade, sobretudo depois do Temer e também porque pode se ter infortúnio na vida”, disse o provável candidato do PT ao Palácio do Planalto nas eleições do próximo ano.

Alguns internautas curtiram o comentário do político e um deles citou o nome do governador do Maranhão, Flávio Divo, que se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) recentemente.

Na terça-feira, 24 de agosto, Lula lembrou os 67 anos da morte do ex-presidente Getúlio Vargas (1930-1945 e 1951-1954) e aproveitou para criticar as medidas econômicas do governo do presidente Jair Bolsonaro. O petista, que está fazendo um périplo pelo Nordeste, está em Natal (RN).

“Quando vocês verem o preço da gasolina ou uma mãe de família sem dinheiro pra comprar um botijão de gás, lembrem que esse país pode e precisa ser do tamanho dos sonhos de Getúlio. E não o pesadelo mesquinho de Paulo Guedes e Bolsonaro”, disse o ex-presidente.

Para Lula, o governo atual está “liquidando o legado da Petrobras”, criada durante o governo de Getúlio Vargas, em outubro de 1953. Segundo ele, o Rio Grande do Norte era um dos maiores produtores de petróleo e gás do país, e agora, com Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, teve poços fechados e a refinaria vendida.

Lula no Nordeste

Desde 15 de agosto, Lula já passou por Pernambuco, Piauí, Maranhão e Ceará. Os encontros políticos não se limitam a correligionários e aliados à esquerda em Recife (PE), por exemplo, o ex-presidente conversou com congressistas de legendas como Progressistas, Republicanos e Avante, alinhados ao governo Bolsonaro no plano federal.

Nos Estados que já visitou, Lula também reuniu-se, respectivamente, com os governadores Paulo Câmara (PSB-PE), Wellington Dias (PT-PI), Flávio Dino (PSB-MA) e Camilo Santana (PT-CE). Informalmente, lançou o governador cearense — já em seu 2º mandato — a uma vaga no Senado em 2022, afirmando que ele tem “cara de senador”.

 

 

 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal