Imunização

Deputado Pastor Cleiton Collins parabeniza recomendação do Governo Bolsonaro na aplicação da 3ª dose da vacina contra Covid

Parlamentar elogiou a decisão e falou da importância da aplicação da dose extra.

O deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP) parabenizou a recomendação anunciada pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde, para a aplicação da terceira dose da vacina contra Covid-19.

O anúncio foi feito pelo ministro Marcelo Queiroga na segunda-feira (23). Collins informou sobre a importância da aplicação de mais uma dose de reforço e a necessidade da imunização da população para a retomada da normalidade.

“O anúncio prova mais uma vez o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com a imunização da população brasileira e a terceira dose é um reforço a mais para que possamos ter um ciclo vacinal mais forte”, informou Collins.

O parlamentar também falou da importância da dose extra para combater a variante Delta que vem aumentando o número de casos no Brasil e agravando a situação de alguns pacientes infectados.

“A dose extra também tem a missão de frear a variante delta, pois cada vida é única e o Governo Federal segue fazendo a sua parte para acelerarmos o plano de vacinação e eliminar de uma vez por todas esse vírus que matou milhares de brasileiros”, completou.

Ver mais:

>> Deputado Pastor Cleiton Collins se solidariza com Dom Paulo Garcia que defendeu a democracia e a liberdade de expressão

Terceira dose

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse na terça-feira, 23 de agosto, que a terceira dose da vacina contra a covid-19 vai avançar no país somente depois de o Brasil consolidar a aplicação da segunda dose da imunização contra a doença. Terceira, Terceira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil só vai ocorrer depois que o país avançar com a segunda, diz ministroTerceira, Terceira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil só vai ocorrer depois que o país avançar com a segunda, diz ministro

“Terceira dose só depois que avançarmos na segunda”, destacou. A resposta do ministro da Saúde foi dada após ele ser questionado sobre a possibilidade de um reforço na vacinação contra a covid-19. “A OMS [Organização Mundial da Saúde], hoje, ditou uma posição no sentido de que não se avançasse na terceira dose enquanto a segunda dose não fosse aplicada na maior parte na população global”, acrescentou o ministro.

De acordo com o Ministério da Saúde, embora o Brasil tenha alcançado um número elevado de pessoas vacinadas com a primeira dose, mais de 8,5 milhões de brasileiros deixaram de voltar ao posto para receber a segunda. Aproximadamente, 55 milhões de brasileiros completaram o esquema vacinal com as duas doses ou dose única do imunizante.

 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal