Solicitação

Governo Federal notifica 650 mil pessoas que receberam indevidamente o auxílio emergencial para que devolvam os recursos

Mensagens serão enviadas por meio de SMS pelos números 28041 ou 28042.

O Governo Federal, através do Ministério da Cidadania, está notificando nesta quinta-feira, 19 de agosto, 650 mil pessoas a devolver, voluntariamente, os recursos recebidos por meio do auxilio emergencial.

“São trabalhadores que ao declarar o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) geraram DARF para restituição de parcelas do Auxílio Emergencial, mas que ainda não efetuaram o pagamento, ou que receberam recursos de forma indevida por não se enquadrarem nos critérios de elegibilidade do programa”, disse Ronaldo Navarro, secretário de Avaliação e Gestão da Informação (Sagi) do Ministério da Cidadania.

Também estão sendo notificadas pessoas que possuíam algum vínculo empregatício na época do auxílio ou que já recebiam outro benefício do governo como aposentadoria, seguro desemprego ou que aderiram ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. Quem tinha renda incompatível com as regras do auxílio também está sendo avisado.

Leia mais:
>>> Governo Federal entrega 500 casas para famílias de baixa renda em Manaus

Auxílio Brasil

O ministro da Cidadania, João Roma, falou no dia 10 de agosto, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, sobre os detalhes do novo programa social Auxílio Brasil, que substituirá o Bolsa Família com reajuste de, pelo menos, 50%.

Segundo o governo federal, o novo benefício deverá ser implementado até novembro e usará o sitema do CadÚnico para distribuir os créditos. Pessoas que conseguirem atividade remunerada assinada em carteira de trabalho terão a possibilidade de receber um bônus.

Auxílio Brasil reunirá seis benefícios sociais

Chamado de Auxílio Brasil, o novo programa social que pretende substituir o Bolsa Família tem três modalidades de benefício básico: para primeira infância, para famílias com jovens de até 21 anos de idade e para a complementação para famílias que não conseguirem sair da extrema pobreza mesmo após receber os benefícios anteriores. Os valores só serão definidos no fim de setembro.

Agência Brasil

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal