Segurança

Pernambuco registra queda de quase 19% no número de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado

De acordo com a Secretaria de Defesa Social, em julho deste ano foram registrados 261 crimes violentos, contra os 322 do ano passado, ou seja, 61 vidas foram salvas.

Pernambuco iniciou o segundo semestre do ano com queda nos índices de Crimes Violentos Intencionais (CVLIs), consolidando sete meses consecutivos de retração. No acumulado de 2021, houve 1.940 vítimas desse tipo de crime, um recuo de 15,1% em relação a 2020, quando foram registrados 2.285 crimes contra a vida.

Isso significa que 345 vidas foram preservadas. Em julho deste ano, foram registrados 261 homicídios, contra os 322 do ano passado, o que representa uma retração de 18,94%, ou seja, 61 vidas salvas.

“Pernambuco tem conseguido reduzir as mais diversas modalidades criminosas este ano, em uma sequência importante de meses. A atuação das forças de segurança e dos demais atores norteados pelo Pacto pela Vida tem sido intensa na prevenção e repressão da violência, embora, em algumas situações, não seja possível evitar que disputas, intolerâncias e discussões evoluam para crimes mais violentos. Para preservar o maior número de vidas, que é a meta do Pacto pela Vida, as forças de segurança precisam se desdobrar, trabalhar de forma incansável, dedicada e com técnica para antecipar possíveis crimes, prender em flagrante, investigar, elucidar e levar ao sistema de justiça criminal acusados de roubos e crimes patrimoniais, homicídios, feminicídios, violência doméstica e familiar contra a mulher, estupros e outros tipos de delitos. Só em julho de 2021, houve 59 prisões por flagrante delito e 129 homicidas foram presos por força de mandado de prisão, totalizando 188 criminosos presos. É um trabalho tanto quanto volumoso quanto difícil de ser realizado por quem está na ponta, mas recompensador pelo bem que traz à população”, diz o secretário de Defesa Social, Humberto Freire.

Leia mais:
>>> Pernambuco registra sete meses consecutivos de queda nos números de homicídios, diminuição chega até 15%

No mês de julho deste ano, comparado com o mesmo mês do ano passado, todas as regiões registraram recuo nos CVLIs, começando pela Região Metropolitana (28,97%), Zona da Mata (16,67%, ), Agreste (14,71%) e Sertão (10,26%).

O Recife teve retração de 12,5% na mesma análise. Considerando os primeiros sete meses dos anos de 2020 e 2021, a Zona da Mata teve uma redução de 22,49%, seguida pelo Agreste, com retração de 21,71%; Região Metropolitana, com queda de 15,35%, e Sertão com diminuição de 7,25%.

No somatório, a capital teve oscilação para cima de 1,22%.

“Com a intensificação ações em curso no Recife, foi possível baixar os indicadores de crimes no mês passado e estamos trabalhando para manter essa tendência, a partir de operações de repressão qualificada e operações permanentes de policiamento ostensivo, e possibilitar aos moradores da cidade um 2021, em um cenário de retomada das atividades sociais e econômicas, mais seguro em relação a 2020”, explica o secretário.

Violência contra a mulher

Nos sete primeiros meses do ano, foram registrados 1.362 crimes de estupro no Estado, uma redução de 3,40% quando comparado ao mesmo período do ano passado, que teve 1.410 vítimas. No mês de julho, a retração chegou a 10,36%, com 173 casos em 2021 e 193 em 2020.

Em relação ao feminicídio, houve retração de 33% no mês de julho, com quatro registros em 2021 e seis em 2020. No acumulado do ano, o crime de feminicídio teve aumento de 40%, com 40 casos em 2020 e 56 em 2021. Ainda houve aumento de 12,5% no número de CVLI feminino, passando de 128 em 2020 para 144 registros em 2021.

No mês de julho, a variação foi de um homicídio, saindo de 16 (2020) para 17 (2021) crimes deste tipo. Por fim, o crime de violência doméstica contra a mulher também aumentou tanto no mês de julho como no acumulado do ano.

Nos sete primeiros meses de 2020, foram contabilizados 23.025 crimes de violência doméstica contra os 23.403 registrados em 2021, um aumento de 1,64%. No mês de julho, o aumento foi de 1,07%, passando de 3.529 para 3.294 casos.

Retratação dos crimes patrimoniais

Pernambuco inicia o segundo semestre do ano, janeiro a julho, registrando queda nos crimes de roubos em todas as regiões do Estado. Em 2021, foram realizados 30.260 boletins de ocorrências, o que equivale a uma redução de 8,22% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram 32.969 registros.

Com isso, as forças de segurança evitaram que ocorressem 2.709 roubos. Vale lembrar que esse é o menor índice dos últimos oito anos. Especificamente no mês de julho, a retração nos índices de CVP foi de 3,66%, com 4.269 roubos em 2021 contra 4.431 em 2020, sendo o melhor julho dos últimos nove anos.

Recife é destaque na série histórica

No acumulado de 2021, a capital pernambucana teve o menor número de toda a série histórica, com 10.743 ocorrências. Se compararmos com o ano de 2020, de janeiro a julho, a Zona da Mata teve a maior redução com 22,01%, seguida pelo Agreste com 13,55%, Sertão com 8,91% e Região Metropolitana com 0,89%.

Roubos de veículos e de carga diminui

Neste ano, janeiro a julho, Pernambuco computou uma redução de 9,53% nos roubos de veículos, registrando 5.535 crimes em 2021 e 6.118 em 2020. As ocorrências de roubo de carga apresentaram redução percentual de 43,7% no acumulado do ano, com 210 ocorrências em 2021 e 373 em 2020.

Investidas contra ônubus em queda no ano

Os sete primeiros meses do ano de 2021 terminaram com uma diminuição de 17,05% de queixas de roubo a ônibus, com 360 ocorrências, no contraste das 434 no mesmo período de de 2020. Neste ano, 23 pessoas foram presas por essa prática de crime.

Crimes contra instituições financeiras

No acumulado do ano, houve uma redução de 18% nos crimes de roubos e furtos consumados a agências bancárias, caixas eletrônicos e carros-fortes no Estado, com nove registros em 2021 e 11 em 2020. Neste ano, oito pessoas foram presas por essa prática delituosa. Ressalta-se que, especificamente no mês de julho, não houve registro desse tipo de ocorrência.

Produtividade policial

Em 2021, as forças policiais de Pernambuco prenderam 39.890 criminosos em flagrante delito, cumpriram 2.780 mandados de prisão e autuaram 3.939 adolescentes por cometerem atos infracionais. Além disso, as polícias atuaram em 5.597 ocorrências de tráfico de entorpecentes e apreenderam 3.627 armas.

Da redação do Portal com informações da Secretaria de Defesa Social

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal