Moradias

Governo Federal entrega 500 casas para famílias de baixa renda em Manaus

O investimento já é mais de R$ 127,6 bilhões na construção de moradias em todo o país de 2019 a 2021.

Quinhentas moradias foram entregues a famílias de baixa renda de Manaus (AM), nesta quarta-feira (18), pelo Governo Federal. Participaram da entrega o Presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, por meio do programa Casa Verde e Amarela. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também esteve na cerimônia.

“A entrega das chaves de uma casa ou de um apartamento próprios, realmente, o que a gente vê no semblante dessas pessoas é simplesmente indescritível. A alegria de receber um imóvel, realmente não tem preço. Nosso Governo Federal assumiu compromisso, desde o primeiro momento, de terminar obras que estavam paradas. Impulsionar aquelas que estavam sendo tocadas lentamente. Obra parada é prejuízo, obra concluída é receita para municípios, estado e União e paz para essa pessoa”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.

Leia Também: Governo Bolsonaro entrega 4,7 mil obras e 213 mil moradias no Nordeste desde 2019

As moradias do Residencial Cidadão Manauara II, módulo B, contaram com investimento federal de R$ 41 milhões, sendo que cerca de R$ 36 milhões foram repassados a partir de 2019. Cerca de 2 mil pessoas serão beneficiadas com a casa própria.

Residências em Manaus

As unidades habitacionais entregues fazem parte do complexo do Residencial Cidadão Manauara que é composto por três conjuntos habitacionais. Os dois primeiros, com o total de 1.284 unidades, foram entregues em 2016 e em 2020.

As famílias têm infraestrutura completa com água, esgoto, iluminação pública, energia elétrica e sistema de pavimentação e drenagem. A área de lazer conta com quadra de areia, três parquinhos e quadra poliesportiva.

A chave da casa própria

Há sete anos, Érico Silva da Cruz sofreu um acidente e passou a se deslocar em uma cadeira de rodas. Atualmente desempregado, ele mora com a esposa e um sobrinho em uma casa cedida pela sogra. O casal agora vai se mudar para um apartamento acessível no Residencial Manuara com espaço adequado para o conforto de Érico.

“Esse tempo de espera de muitos anos acabou. Ele se encerra aqui. Inicia-se outra etapa da minha vida que é poder receber o apartamento e ter a oportunidade de dizer que o imóvel é meu”, afirmou.

“O apartamento tem uma estrutura bem bacana, o banheiro é bem adaptado para cadeirante, tem todas as barras de acesso, o espaço de movimentação de giro para cadeira é bom. Se eu estiver em um local em que o corredor é estreito eu não consigo fazer o giro com a cadeira, muitas vezes tenho que ficar me movimentando de costas. Aqui eu já testei e o espaço vai ser suficiente para eu fazer o giro da cadeira e me movimentar”, contou Érico Silva.

Raissa Portugal Leite também foi contemplada com uma unidade e disse que vai ser uma mudança radical na vida da família. Ela, o marido e os filhos vivem em uma casa construída no terreno do sogro que fica em uma área de risco e já tem rachaduras nas paredes.

“Vamos mudar de um lugar que não é muito legal para vir pra um lugar muito melhor. Lá me sinto em uma prisão, não tem janela de um lado nem do outro, só tem uma entrada e uma grade no fundo para ventilar. Só o fato de aqui no residencial meus filhos terem lugar para brincar, poder sair com liberdade, ter o quarto deles, que lá é todo mundo junto. É um lugar totalmente diferente do que estávamos vivendo”, disse Raissa. “O programa foi fundamental para termos nossa casa. Agora é vida melhor, com casa nova”, concluiu.

Balanço

Com a retomada de obras e a ampliação do programa nacional de habitação, o Casa Verde e Amarela, o Governo Federal ultrapassou um milhão de residências entregues à população de janeiro de 2019 a junho deste ano. Mais de 4 milhões de pessoas tiveram o sonho da casa própria realizado desde o início da atual gestão. De 2019 a 2021, foram investidos mais de R$ 127,6 bilhões na construção de moradias.

A região Sudeste teve o maior número de moradias entregues, foram 290.592 em São Paulo, 112.606 em Minas Gerais, 51.628 no Rio de Janeiro e 9.277 no Espírito Santo. Em seguida vem a região Nordeste, com 213.108 moradias entregues à população.

Outras 174.658 unidades habitacionais foram entregues na região Sul, 117.172 no Centro-Oeste e 39.911 no Norte.

Programa habitacional

O Casa Verde e Amarela, lançado em agosto de 2020, tem taxas de juros menores e mais flexíveis e, além da construção de moradias, atinge o déficit habitacional em outras frentes: regularização fundiária, melhoria de residências e locação social.

Fonte: Gov.Br

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal