Declaração

Após Bolsonaro afirmar que vai pedir impeachment de ministros do STF, Pacheco diz que Congresso não vai permitir retrocessos democráticos

Presidente do Senado declarou ainda que o diálogo entre os poderes é fundamental e defendeu a busca de consensos.

O presidente do Senado Rodrigo Pacheco (DEM-MG) disse na segunda-feira (16) que o Congresso Nacional não vai permitir retrocessos nos avanços democráticos conquistados no Brasil. Pacheco, Após Bolsonaro afirmar que vai pedir impeachment de ministros do STF, Pacheco diz que Congresso não vai permitir retrocessos democráticosPacheco, Após Bolsonaro afirmar que vai pedir impeachment de ministros do STF, Pacheco diz que Congresso não vai permitir retrocessos democráticos

Por meio de publicação nas redes sociais, Pacheco declarou ainda que o diálogo entre os poderes é fundamental e defendeu a busca de consensos.

“O diálogo entre os Poderes é fundamental e não podemos abrir mão dele, jamais. Fechar portas, derrubar pontes, exercer arbitrariamente suas próprias razões são um desserviço ao país. Portanto, é recomendável, nesse momento de crise, mais do que nunca, a busca de consensos e o respeito às diferenças. Patriotas são aqueles que unem o Brasil, e não os que querem dividi-lo. E os avanços democráticos conquistados têm a vigorosa vigilância do Congresso, que não permitirá retrocessos”, disse.

Ver mais:

>> Rodrigo Pacheco diz que eleições de 2022 são ‘inegociáveis’ após declarações de Bolsonaro

As declarações foram dadas após o presidente Jair Bolsonaro afirmar, no sábado (14), que vai pedir ao Senado a abertura de um processo contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Morais e Luís Roberto Barroso, que também preside do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  A medida foi anunciada nas redes sociais.

Segundo o presidente, “de há muito, Moraes e Barroso extrapolam com atos os limites constitucionais”.

Hoje mais cedo, o presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP-AL) postou que será defensor da harmonia entre os poderes.

“O Brasil sempre terá no presidente da Câmara dos Deputados um ferrenho defensor constitucional da harmonia e independência entre os Poderes”, declarou.

Da redação do Portal com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal