Desespero

Vídeo: Multidão invade o aeroporto de Cabul, no Afeganistão e várias pessoas se penduram no avião em tentativa de fuga

Várias imagens mostram afegãos tentando entrar em aviões para deixar o país um dia após o Talibã tomar o poder.

Após a saída das tropas norte-americanas do Afeganistão e a retomada do Grupo Talibã ao Governo do país, milhares de pessoas invadiram a pista no aeroporto internacional de Cabul nesta segunda-feira (16) e multidões tentaram entrar em aviões para deixar o Afeganistão, que agora passa a ser dominado novamente pelo Talibã.

Vídeos mostram centenas de pessoas tentando invadir aeronaves paradas e subindo em um avião da força aérea americana que estava prestes a decolar. Tiros foram disparados, e o tumulto deixou mortos. Todos os voos comerciais foram cancelados.

As forças americanas assumiram o controle do local e interromperam a retirada de americanos de Cabul para tentar controlar a situação.

Veja o vídeo:

Invasão e saída do Afeganistão

Os EUA atacaram o Afeganistão em 2001, em reação ao atentado do 11 de Setembro, e tirou o grupo extremista do poder. O Talibã foi acusado pelos americanos de esconder e financiar membros da Al-Qaeda, grupo terrorista comandado por Osama bin Laden e responsável pelo atentado.

Em fevereiro de 2020, o então presidente americano, Donald Trump, assinou acordo de paz com o Talibã que previa a retirada total das tropas do país até abril deste ano. O atual presidente dos EUA, Joe Biden, manteve o acordo e adiou a saída completa para o fim deste mês.

Ver mais:

>> Grupo Talibã chegam à capital Cabul, no Afeganistão, após saída de tropas norte-americanas

>> EUA e talibãs assinam acordo e tropas devem deixar o Afeganistão

Situação no aeroporto

Durante o tumulto no aeroporto internacional de Cabul, tropas dos EUA que ajudavam cidadãos americanos a embarcarem dispararam tiros e assumiram o controle do local.

Um oficial americano afirmou à Reuters que “a multidão estava fora de controle” e os disparos foram feitos “apenas para neutralizar o caos”.

A autoridade de aviação do Afeganistão disse que o espaço aéreo do país foi “liberado para os militares” e aconselhou as companhias aéreas a evitarem seu espaço aéreo, o que levou as principais companhias aéreas a desviar os voos após a tomada de Cabul pelo Talibã.

Da redação do Portal com informações do G1

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal