Oposição

João Paulo alerta para aumento da fome no Brasil e pede saída de Bolsonaro

Para o parlamentar, falta prioridade à questão social. “Não espero uma mudança de atitude, porque sei que é da natureza de Bolsonaro o desprezo pelo outro.

O avanço da fome no Brasil continua a preocupar o deputado João Paulo (PCdoB). Nesta quinta (5), o parlamentar pronunciou-se novamente sobre o tema na Reunião Plenária, reforçando que a solução para o problema passa pela saída de Jair Bolsonaro do cargo. “Além de ter matado milhares de pessoas com o novo coronavírus, a gestão do presidente tem contribuído para a alta do desemprego e dos preços, bem como para a insegurança alimentar”, pontuou.

“Apesar de sermos um dos maiores produtores de alimentos do mundo, segundo estudo da Rede de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), no nosso País, 19,1 milhões de pessoas (9% da população) passam fome. Outros 116,8 milhões de brasileiros não sabem se poderão se alimentar no dia seguinte”, alertou João Paulo

Leia Tambem: Lula quer conversar com o presidente do DEM, ACM Neto, diz colunista

“A pior gestão que o Brasil já teve é responsável por uma crise social sem precedentes. A pandemia gerou impactos em todos os setores, mas a conduta do Governo Federal  determina a segurança alimentar da população”, prosseguiu. Para ele, falta prioridade à questão social. “Não espero uma mudança de atitude, porque sei que é da natureza de Bolsonaro o desprezo pelo outro. Por isso, reitero o apelo público pela saída dele. Só assim poderemos pensar em reconstruir o País.”

Comparando o momento atual aos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma, quando o Brasil deixou o Mapa da Fome, João Paulo lembrou que, à época, havia uma estrutura forte de combate à pobreza. “Hoje o que vemos é a ‘fila do osso’, em Cuiabá, no Mato Grosso. Em um dos Estados que mais produz alimentos para exportação, centenas de pessoas esperam a distribuição do que sobrou da desossa do boi”, lamentou.

Em apartes, alguns parlamentares apoiaram o discurso. “Se o comportamento do presidente tivesse sido outro, talvez já tivéssemos voltado a uma situação próxima da era pré-pandemia e o povo não estaria passando por tanto sofrimento. Iremos vencer a guerra contra a ineficiência, e será pelo voto”, frisou José Queiroz (PDT). 

Já Teresa Leitão (PT) repercutiu o conteúdo de uma carta escrita pelas entidades signatárias do Pacto pela Vida e pelo Brasil, lançado em abril de 2020.

“A manifestação, que tem o propósito de prestar solidariedade ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, foi entregue a ele nessa quarta (4). O documento reafirma apoio incondicional ao sistema eletrônico de votação, ambos alvos de ataques do Governo Bolsonaro”, explicou.

Leia Também: Lula posta foto de mergulho para homenagear medalha de ouro de Ana Marcela Cunha

“A carta chama atenção para as tentativas de ruptura da ordem institucional, tratadas com vocabulário chulo e desrespeitoso por Jair Bolsonaro. Não vamos aceitar. Defendo o fim deste governo genocida, que produz fome e miséria. Todos à mobilização no dia 7 de setembro”, frisou a petista.

Isaltino Nascimento (PSB) leu um trecho do manifesto assinado por mais de 250 acadêmicos, empresários, intelectuais, políticos, artistas e outras personalidades da sociedade civil envolvidas no debate público. “O artigo ‘Eleições serão respeitadas’ pede a garantia da realização do pleito de 2022, em resposta às ameaças feitas pelo presidente. A democracia é muito cara para nós e precisamos defendê-la.”

Por fim, Tony Gel (MDB) destacou que, após muitas barbáries mundiais, a humanidade criou a Organização das Nações Unidas e elaborou uma Declaração Universal dos Direitos Humanos. “Além de seguir a Constituição Federal, os governantes brasileiros devem absorver o que está escrito nesse documento, do qual nosso País é signatário. Não se deve banalizar uma pandemia como esta e nem o destino de milhões de famílias”, disse o emedebista.

Fonte: Alepe

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal