Opinião

Lula afirma que prisão de ativista por fogo em estátua do Borba Gato foi “equivocada” e “precipitada”

O ativista está preso desde a última quarta-feira (28), quando se apresentou voluntariamente à polícia junto à mulher.

O ex-presidente Lula (PT) classificou nesta terça-feira (3) como “equivocada” e “precipitada” a prisão do entregador e ativista Paulo Roberto da Silva Lima, conhecido como Galo, que admitiu ter participado do incêndio à estátua de Borba Gato, em São Paulo.

“A prisão do Galo foi não só equivocada, precipitada, ou seja, me parece que alguém queria mostrar serviço, quando, na verdade, o Galo não deveria ter sido preso por ter queimado aquela estátua”, salientou o petista, em entrevista à rede TVT.

O ex-presidente entende que, caso a estátua tenha valor patrimonial ou cultural para a cidade, é preciso abrir a discussão.

“Que você possa até fazer uma crítica ao comportamento do Galo, o que você não pode é deixar de discutir e achar que a solução é prender. A solução não é prender”, complementou Lula.

Ver mais:

>> Presidente nacional do PSB diz que se Lula deseja apoio dos socialistas não deve se intrometer em possível fusão do partido com PCdoB

O ativista está preso desde a última quarta-feira (28), quando se apresentou voluntariamente à polícia junto à mulher, Géssica de Paula Silva, e afirmou ter sido um dos autores do incêndio à estátua do bandeirante Borba Gato, na zona sul de São Paulo, no último dia 24. Géssica teve a prisão revogada na última sexta (30).

Na segunda-feira (2), a defesa dele protocolou um pedido de habeas corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça), após negativa do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) no domingo (1º).

No pedido enviado ao STJ, a defesa argumenta que Galo compareceu espontaneamente à delegacia e diz que a sua prisão “evidencia a tentativa de criminalização da manifestação popular e política legítima”.

Entenda o caso:

A estátua em homenagem ao bandeirante Borba Gato, instalada na Praça Augusto Tortorelo de Araújo, no distrito de Santo Amaro, em São Paulo, foi incendiada por manifestantes no último dia 24.

Um grupo intitulado Revolução Periférica assumiu a autoria do incêndio. Em seu perfil no Instagram, os membros compartilharam uma ação em que colaram lambe-lambes com a questão “Você sabe quem foi Borba Gato?” em postes da capital.

 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal