Solicitação

Butantan pede autorização à Anvisa para aplicar CoronaVac em crianças entre 3 e 17 anos

Até o momento, a única vacina para covid-19 aprovada para menores de 18 anos no Brasil é a da Pfizer.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu na sexta-feira (30) o pedido do Instituto Butantan para ampliar a faixa etária de indicação da vacina CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria com laboratório Sinovac. A empresa quer incluir o público de crianças e adolescentes na faixa de 3 a 17 anos de idade na bula da vacina.Butantan, Butantan pede autorização à Anvisa para aplicar CoronaVac em crianças entre 3 e 17 anosButantan, Butantan pede autorização à Anvisa para aplicar CoronaVac em crianças entre 3 e 17 anos

De acordo com a Anvisa, para incluir novos públicos na bula, o laboratório responsável pelo imunizante precisa conduzir estudos que demonstrem a relação de segurança e eficácia para determinada faixa etária. Esses estudos podem ser conduzidos no Brasil ou em outros países.

Até o momento, a única vacina para covid-19 aprovada para menores de 18 anos no Brasil é a da Pfizer. Esse imunizante tem indicação em bula para uso a partir de 12 anos de idade. Já o laboratório responsável pela Janssen recebeu autorização da agência para realizar estudos de sua vacina com menores de 18 anos. Os estudos estão em condução pelo laboratório.

Ver mais:

>> Butantan entrega mais 1 milhão de doses da vacina Coronavac contra covid-19 ao PNI

O Instituto Butantan entregou nesta sexta-feira (30) mais 1,2 milhão de doses da vacina Coronavac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com esta nova remessa, o instituto totaliza 62,849 milhões de doses fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro deste ano, quando o uso emergencial do imunizante contra a covid-19 foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).Butantan, Butantan entrega 1,2 milhão de doses da Coronavac ao Governo FederalButantan, Butantan entrega 1,2 milhão de doses da Coronavac ao Governo Federal

Segundo dados do governo estadual de São Paulo, desde o dia 14 de julho até hoje, foram entregues 9,7 milhões de doses da vacina, que são referentes à produção de um lote de doses processadas pelo instituto a partir dos 6 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA), recebidos no dia 26 de junho.

Na madrugada do último dia 13, o Butantan recebeu mais 12 mil litros de IFA para produzir e entregar outras 20 milhões de doses. As vacinas liberadas hoje fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio.

Da redação do Portal com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal