Atraso

Camaragibe ocupa a última posição entre as cidades da RMR na vacinação contra Covid-19 do público sem comorbidades

Atualmente, o município administrado pela médica Dra Nadegi Queiroz (Republicanos), vacina o público geral com 38 anos e iniciou o cadastro para quem tem 35 anos.

Camaragibe ocupa a última posição entre as cidades da Região Metropolitana do Recife na vacinação contra Covid-19 do público geral, ou seja, sem comorbidades. Atualmente o município administrado pela médica Dra Nadegi Queiroz (Republicanos), se encontra na faixa etária de 38 anos e iniciou neste dia 30 de julho o cadastro para quem tem 35 anos.

Camaragibe
Tabela de 31.07.21, referente a vacinação do público geral das cidades da RMR, com Camaragibe em última. Arte: Portal de Prefeitura

Importante destacar que cadastro não é a mesma coisa que vacinação. No site da prefeitura de Camaragibe, a informação é clara ao afirmar que atualmente, além das pessoas em geral com idade a partir dos 38 anos, as equipes do Programa Nacional de Imunização no município, também estão imunizando pessoas com comorbidades a partir dos 18 anos, profissionais da indústria, grávidas e puérperas, trabalhadores do setor de transporte coletivo de passageiros, caminhoneiros; os profissionais da educação, trabalhadores da indústria e construção civil; além de pessoas em situação de rua, todos os trabalhadores de saúde, mesmo que não atuem na linha de frente no combate à Covid-19, médicos veterinários e profissionais de educação física.

Em Camaragibe, a forma adotada pela gestão municipal para imunizar os cidadãos sofre algumas críticas, pois, o munícipe precisa ser cadastrado na rede municipal de saúde e aguardar o contato das equipes de saúde do Programa Municipal de Imunização. No caso dos que não são cadastrados, é preciso fazer o cadastro e agendamento por meio do Disque Vacina nos números (81) 9 9945-4405 e 2129-9570, das 8h às 15h, ou acessar o site //vacinacovid.camaragibe.pe.gov.br

A questão é que nas próprias redes sociais da prefeitura de Camaragibe, ao anunciar novos públicos, diversos comentários afirmam que não adianta fazer o cadastramento, pois, a ligação das equipes de saúde do município não acontece.

Leia também:
>>> TCE vai avaliar Prefeitura de Camaragibe por indícios de irregularidades na competitividade de licitação em milhões de reais

Na publicação do dia 24 de julho, por exemplo, quando foi informado o início da vacinação para a faixa etária de 38 anos, diversos comentários negativos foram feitos. Um internauta dispara: “Baixa para 38 anos e não tem vacina. Cadê as vacinas?”, questiona.

“Pior esquema de agendamento que vi até agora… Esperar que liguem pra marcar o dia da vacina?”, escreveu outra.

Comentários sobre reclamações da vacinação em Camaragibe
Comentários sobre reclamações da vacinação em Camaragibe. Imagem: Reprodução/Rede Social

“Como vocês vão abrir pra 38 se eu conheço uma pessoa que aos 53 anos ainda não conseguiu tomar? Está em uma peregrinação diária no posto e nada. Palhaçada.” afirmou outro.

Outros questionamentos surgiram na publicação do dia 29 de julho no Instagram da prefeitura, quando foi informado a liberação do cadastro para as pessoas com 35 anos.

Comentários sobre reclamações da vacinação em Camaragibe.
Comentários sobre reclamações da vacinação em Camaragibe. Imagem: Reprodução/Rede Social

“Gente não adianta baixar a idade porque não vão ligar. Fiz o o cadastro até agora ninguém me ligou”, pontuou uma internauta.

“Mentira! Quando vc chega no posto, dizem q está sem vacina, pra q postam isso?”, afirma uma moradora.

“Absurdo total nunca têm vacina no posto até hj têm pessoas esperando ligações para tomar vacina isso pq têm na faixa dos 48 anos e já querem 35 anos só para aumentar a demanda da espera”, revelou municípe.

“Estou com 39 anos e até agora não tomei a minha não sei o que acontece parece que os postos seguram as vacinas”, se queixou outra.

Mutirão

Recebendo o projeto “Conectados Pelo Amor”, a Prefeitura de Camaragibe, por meio do Consultório na Rua, realiza, neste sábado (31), uma série de ações voltadas à população em situação de rua. Além da vacinação contra a Covid-19, com dose única do imunizante da Janssen, essas pessoas receberão café da manhã, almoço, corte de cabelo e banho; e participarão de oficinas executadas em parceria com a ONG Fábrica Fazendo Arte.

A aplicação das doses será realizada pela equipe de saúde do Programa Nacional de Imunização do município, que também vão disponibilizar a vacina contra a Hepatite para as pessoas já imunizadas contra o novo coronavírus. As ações serão realizadas das 8h às 12h, no espaço de convivência do Consultório na Rua, localizado na Avenida Girassol, número 7, Bairro Novo do Carmelo, próximo ao Mercado Municipal.

A prefeita de Camaragibe, Doutora Nadegi, destaca que essas atividades integradas fortalecem as políticas específicas para esse público. “É muito importante que essa população receba a vacina contra a doença. Já iniciamos a aplicação das doses nas pessoas em situação de rua e, agora, vamos intensificar a imunização de quem ainda não foi vacinado, associando ao acesso à cidadania. São pessoas que já são assistidas por iniciativas das nossas secretarias de Saúde e Assistência Social, com programas como o Consultório de Rua. É um trabalho constante, desempenhado com dedicação e muito respeito com o outro”, pontuou.

Atendimento

O Consultório na Rua de Camaragibe faz parte do núcleo de Atenção Primária do município e conta com diversos atendimentos realizados na sede do órgão. A equipe agora conta com uma van, entregue pela atual gestão, para viabilizar o acesso rápido e itinerante das políticas públicas desenvolvidas às pessoas em situação de rua.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal