Opinião

“Bolsonaro não provou nada sobre fraudes”, diz ex-ministro do TSE, Torquato Jardim

Torquato Jardim diz que o presidente apresentou uma 'sucessão de fake news' em live que apresentaria supostas provas de fraudes nas eleições.

O ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Torquato Jardim afirmou em entrevista à CNN nesta sexta-feira (30) que o presidente Jair Bolsonaro não apresentou prova sobre a suposta fraude eleitoral de 2014 durante live nesta quinta-feira (29).

“O presidente foi direto e claro ao dizer que não tinha prova alguma contra coisa alguma e depois apresentou uma sucessão de fake news velhas, vídeos tirados da internet. Não provou nada do que pretendeu e não mostrou nada que já não fosse conhecido, apenas explorou os temas que são próprios dos seus seguidores mais fiéis”, disse Torquato, que também já foi ministro da Justiça.

O ex-ministro relembrou que o então candidato à presidência em 2014, Aécio Neves (PSDB), que perdeu as eleições para a então presidente Dilma Rousseff (PT), admitiu que não venceu as eleições porque não teve votos suficientes. Durante a live desta quinta, Bolsonaro chegou a admitir que não tinha como provar as fraudes nas eleições.

“O sistema é permanentemente auditável. Quando a urna é alimentada com informações há representantes dos órgãos e dos partidos políticos. Quando já se está alimentada a urna, emite-se o boletim zerésima.”

Ver mais:

>> Bolsonaro fala em fraude nas urnas, apresenta vídeos e detalha como sugere o voto auditável nas eleições de 2022

Para Torquato, o presidente Jair Bolsonaro “se expôs a uma situação institucionalmente constrangedora”.

“Do ponto vista jurídico e político nada ficou provado. Ele lançou farpas contra a Justiça Eleitoral, farpas pessoais contra o presidente do TSE, e não provou coisa alguma. É muito triste a performance”, avaliou.

Para o ex-ministro, o presidente coloca o sistema eleitoral em dúvida ao repetir o discurso de fraude eleitoral e favorável ao voto impresso.

“Discurso repetido que tem repercussão na faixa de seguidores fiéis, ele manipula fatos mentirosos, aquele vídeo que aperta um número e aparece outra fotografia, aquilo é falso.” Segundo Torquato, é preciso “repetir o mantra de que não há prova objetiva de fraude na urna eleitoral”.

Da redação do Portal com informações da CNN Brasil 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal