Decisão

Xuxa perde processo contra Carla Zambelli sobre livro LGBTQIA+ e terá que pagar R$ 15 mil à parlamentar

A ação foi ingressada após críticas da parlamentar ao livro Maya, escrito por Xuxa e voltado para o público infantil.

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido de reparação de danos morais movido pela apresentadora Xuxa Meneghel contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).

A ação foi ingressada após críticas da parlamentar ao livro Maya, escrito por Xuxa e voltado para o público infantil, com temática LGBTQIA+. A apresentadora pedia indenização no valor R$ 150 mil, porém foi julgado improcedente pela juíza Carolina Pereira de Castro, da 15ª Vara Cível.

>>>Xuxa diz que governo Bolsonaro é o principal responsável pelas mortes por Covid-19 no Brasil

“O comentário da ré em uma rede social – ainda que sobre um livro que sequer havia sido lançado – reflete a liberdade de expressão e a sua limitação pode ferir preceito constitucional e caracterizar censura, o que não é permitido”, declarou a juíza em sua decisão.

Em julho de 2020, Carla Zambelli escreveu nas redes sociais que “sexualizar e instigar inocentes ao sexo pavimenta a pedofilia e a depravação”, referindo-se ao livro de Xuxa, que não havia sido lançado.

Xuxa
Briga judicial entre Xuxa e Zambelli terminou com vitória da parlamentar Foto: Reprodução/ Internet.

A magistrada ainda determinou que a apresentadora ex-global pague custas, despesas processuais e honorários advocatícios no valor de 10% da causa – R$15 mil.

Zambelli afirma que seus advogados irão doar o montante a entidades de caridade.

Vidas Brasileiras

A apresentadora de TV Xuxa Meneghel publicou em suas redes sociais a sua participação no movimentos “Vidas Brasileiras”. A ação que envolve artistas tem o objetivo de pedir o impeachment do atual presidente da República, Jair Bolsonaro. No vídeo, Xuxa incentiva os seus seguidores a acessarem o site e assinar a lista disponibilizada.

Xuxa destacou que o Governo Federal é o principal responsável pelas mortes no país. A apresentadora também fez questão de salientar que o objetivo da campanha é de salvar vidas e que não existe posição ideológica e afirma que o presidente seja punido pelo crime de responsabilidade.

Da Redação do Portal de Prefeitura com informações do Plenonews. 

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal