Declaração

Lula afirma que “a fome voltou porque não temos governo”

Petista condenou a 'pregação de ódio de Bolsonaro' e diz que o Brasil tem solução. "Vamos trazer esperança, o direito de todos de tomar café, almoçar e jantar todo santo dia”.

O ex-presidente Lula afirmou que o Jair Bolsonaro não governa, e é uma espécie de eremita isolado do resto mundo. A declaração foi feita durante uma entrevista à Rádio Difusora de Goiás, na manhã da terça-feira (27).

“Quem governa o Brasil é o Guedes e o presidente da Câmara [Arthur Lira]. O presidente é uma Rainha da Inglaterra, ele vive para falar bobagem”, afirmou Lula.

“A fome voltou porque não temos governo”, definiu o ex-presidente. “A fome voltou forte, o desemprego é maior da história do Brasil e eu não vejo o presidente preocupado em encontrar uma solução para acabar com o sofrimento do povo brasileiro”, disse Lula. “Temos quase 15 milhões de pessoas desempregadas, mais seis milhões que deixaram de procurar emprego. 34 milhões estão trabalhando na informalidade, 19 milhões estão passando fome, 24 milhões em situação de insegurança alimentar”, lamentou o ex-presidente.

Lula considera inadmissível um país com tantas riquezas naturais ser devastado pela miséria e a pobreza extrema.

“Não é possível, a gente tinha acabado com a fome. Tem gente comprando um pé de galinha para fazer sopa, pescoço, gente indo ao açougue procurar osso porque não tem dinheiro para meio quilo de carne de segunda. Ontem, por exemplo, o arroz subiu 48%, o feijão, 22%, a carne, 38%, o leite, 11%. O gás de cozinha, que em alguns estados já custa mais de R$ 100, subiu 24%”, apontou Lula.

“Temos hoje o povo cozinhando em lata no meio da rua, cozinhando em pedra. Isso não é aceitável, ver um país que tinha chegado à sexta economia do mundo, virar o que estamos virando”, insistiu o líder petista. 

Ver mais:

>> Caso seja eleito, Lula cogita indicar Rodrigo Maia para ser ministro

“Veja a contradição: no ano em que o agronegócio vive o melhor momento de produção e exportação, é o ano que a gente mais tem fome no Brasil, comparou Lula. “Não é que falta alimento no Brasil, falta dinheiro para as pessoas comprarem alimento. No Brasil e em outras partes do mundo, porque são quase 800 mil pessoas com fome”, analisou.

“E o que faz Bolsonaro? Ele briga com a China”, criticou. “Imagina se um dia a China resolve dizer, “não vou comprar mais soja, milho, minério de ferro do Brasil”. O que iria acontecer? O presidente precisa aprender a respeitar, a conviver com os outros. O Brasil está efetivamente desgovernado, o presidente não fala uma palavra como governador”, afirmou.

Desastre na pandemia

De acordo com o ex-presidente, desde o início da pandemia, Bolsonaro agravou a crise brasileira, cuja economia já rumava para a catástrofe antes da chegada do vírus. 

“Ele praticou um desastre no Brasil. São quase 20 milhões de pessoas vitimadas e 551 mil mortes. Uma parte dessas mortes precisa ser jogada nas costas dele”, justificou.

Bolsonaro, na visão de Lula, teve tempo e oportunidades para tomar providências antes da chegada do coronavírus.

“Poderia ter montado um comitê de crise, ter chamado um ministro da Saúde que entendesse de saúde, secretários de estado, cientistas… Criar um protocolo de informação para a sociedade e ao mesmo tempo comprar vacina quando foi oferecida e ele não quis comprar porque não acredita na vacina, ele só acredita na cloroquina”, sentenciou.

Da redação do Portal com informações do PT

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal