Confusão

Vídeo: vereador do PT é detido após manifestação contra Bolsonaro e conduzido para a Central de Flagrantes

Segundo relato do parlamentar nas redes sociais, tudo começou quando um apoiador do presidente se irritou com o fato dele estar de megafone gritando 'Fora, Bolsonaro'.

O vereador curitibano Renato Freitas (PT) foi preso na sexta-feira, 23 de julho, após manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nas redes sociais, ele compartilhou vídeo do momento em que era detido pela Guarda Municipal de Curitiba. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes.

A confusão teve início, segundo o vereador, quando ele manifestava pacificamente com um megafone contra Bolsonaro, convocando as pessoas para participarem dos protestos que vão ocorrer pelo Brasil neste sábado, 24 de julho.

Um apoiador do presidente se irritou com a situação e partiu para agressão.

“Ele voou para cima de mim para tomar meu megafone. Eu recuei e ele me deu um chute. Daí falei ‘aqui não’. Ele veio para cima querendo me agredir, quando eu bati com o megafone nele num ato de defesa. Ficou mais possesso e eu tentando ir para trás. Ele chamou a Guarda Municipal”, relatou Renato, nas redes sociais.

Leia mais:
>>> No Recife, movimentos e partidos de esquerda realizam 4º ato ‘fora Bolsonaro’ neste sábado (24)

>>> Durante missa em GO, padre diz que “esquerdistas são anticristãos”; veja vídeo

O vídeo mostra Renato algemado, no chão, sendo arrastado por policiais e colocado no porta-malas da viatura. Os agentes da Guarda Municipal quiseram levá-lo à delegacia para prestar depoimento.

Ele argumentou ter sido a vítima da agressão e pediu para os agentes aguardarem a chegada de duas pessoas integrantes do seu gabinete para ir até à delegacia.Os guardas municipais então o levaram detido.

Em nota, o Partido dos Trabalhadores de Curitiba se manifestou sobre a situação:

“O PT Curitiba e o PT Paraná repudiam veementemente mais uma ação irregular e preconceituosa das forças de segurança pública contra o vereador do PT em Curitiba, Renato Freitas, que está nesse momento detido no 8º Distrito Policial de Curitiba, no Bairro Portão.

Até quando vamos sofrer tamanha humilhação e violência?

A prisão ocorreu enquanto Renato participava da atividade de convocação, na Praça Rui Barbosa, para o ato Fora Bolsonaro que acontece amanhã, 24 de julho. Ele foi detido pela Guarda Municipal de Curitiba por discursar contra Bolsonaro no megafone e pedir fim ao seu desgoverno.

Até quando esse regime de exceção vai existir? Basta!

O Partido dos Trabalhadores já está tomando todas as medidas para que mais essa injustiça contra o Renato seja desfeita o mais rápido possível.”

Pela segunda vez

Esta é a segunda vez que o vereador é detido em um período de dois meses.

Em 4 de junho, Renato Freitas foi preso enquanto praticava atividades físicas em uma praça de Curitiba. Ele afirmou na ocasião que a prisão foi motivada por racismo.

Da redação do Portal com informações do Estado de Minas

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal