Imunizante

Pernambuco busca ampliar vacinação contra Covid-19 e compra 4 milhões de doses da vacina russa Sputnik V

A aquisição das doses ocorre através de uma dispensa emergencial de licitação no valor de 39 milhões de dólares.

Com objetivo de ampliar a campanha de vacinação contra a Covid-19, o governo de Pernambuco publicou na última quinta-feira, 22 de julho, através da Secretaria de Saúde do Estado, uma dispensa emergencial de licitação para aquisição de 4.000.000 (quatro milhões) de doses da vacina Sputnik-V, no valor de US$ 39.800.000,00 (trinta e nome milhões e oitocentos mil dólares).

A publicação do Diário oficial mostra que a empresa internacional contratada é a a LIMITED LIABILITY COMPANY “HUMAN VACCINE” com o objetivo de fornecer as doses do imunizante “para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do covid-19”.

Veja mais:
>>>Paulo Câmara solicita mais vacinas para conter transmissão da variante Delta

Para ratificar a dispensa emergencial, o secretário André Longo usou como fundamento a Lei Complementar de Pernambuco 425/2020, que estabelece procedimentos especiais para compras sem licitação na covid-19 pelo Estado de Pernambuco.

Confira: 

Pernambuco
Publicação da licitação no Diário Oficial de Pernambuco. Foto: Reprodução.

Novas doses

Pernambuco recebeu na terça-feira, 20 de julho, mais 259.150 doses de vacinas contra a Covid-19. A imunização contra o novo coronavírus será reforçada nos municípios com a chegada desses imunizantes.

Na noite da terça, chegaram 52.650 doses da vacina da Pfizer/BioNTech no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre. Pouco antes, no final da tarde, outras 206.500 mil unidades, da Astrazeneca/Fiocruz, haviam sido entregues ao Estado.

Os dois carregamentos foram encaminhados ao Programa Estadual de Imunização (PNI-PE), que fará a distribuição às 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) a partir da madrugada desta quarta-feira, 21 de julho.

O quantitativo recebido de ambos os fabricantes será destinado tanto para a primeira dose do público por faixa etária quanto para a segunda dose de pessoas com comorbidade e deficiência. Com destaque para o fato de que, pela primeira vez, Pernambuco recebe vacinas da Pfizer para aplicação da segunda dose.

“Assim como acontece com os outros fabricantes, essa nova remessa deve ser utilizada apenas com essa finalidade. É indispensável ter atenção a isso para evitar inconformidades no processo vacinal”, advertiu a superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal