Levantamento

Reprovação da atuação dos ministros do STF sobe para 33%, diz Datafolha

O instituto entrevistou 2.074 pessoas em 146 municípios de todo o Brasil, entre os dias 7 e 8 de julho.

De acordo com a mais recente pesquisa feita pelo instituto Datafolha a reprovação aos ministros do Superior Tribunal Federal (STF) voltou a crescer. De acordo com o levantamento, 33% das pessoas entrevistadas consideram o desempenho dos ministros do STF ruim ou péssimo, enquanto 24% avaliam a atuação como boa ou ótima. Já para 36%, a avaliação é regular e 7% não souberam responder.

Quando o tema foi abordado na pesquisa anterior, de agosto de 2020, 29% reprovavam o desempenho dos ministros, enquanto 27% avaliaram o trabalho como bom ou ótimo.

Veja também:
>>>Datafolha diz que reprovação do governo Bolsonaro subiu para 51% e atinge maior nível desde o início do mandato

Ainda de acordo com a pesquisa, entre os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a porcentagem de reprovação dos ministros sobe para 49%. Essa rejeição também é alta quando considerados os entrevistados homens (37%), com escolaridade de nível superior (41%) ou aqueles que não pretendem se vacinar contra o novo coronavírus (46%).

A região Sul também tem rejeição maior aos ministros, de 37%, enquanto o Nordeste tem rejeição de 30%.

Já número de avaliação boa ou ótima aumenta quando considerado entrevistados com escolaridade de nível fundamental (27%), assalariados sem registro (28%) ou aqueles que têm o PT como partido de preferência (31%).

O Datafolha entrevistou 2.074 pessoas em 146 municípios de todo o Brasil, na quarta-feira (7) e na quinta-feira (8).

Avaliação de Jair Bolsonaro

Em relação ao presidente Jair Bolsonaro, o Datafolha mostra que a reprovação ao poder executivo chegou a 51% e atingiu o maior nível desde o início do mandato. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A aprovação à gestão Bolsonaro, entre maio e julho, ficou estável, em 24%, e o crescimento de sua avaliação negativa veio com a queda do percentual dos que classificam seu governo como regular, de 30% para 24%. Há ainda 1% preferiu não opinar sobre o tema.

O pesquisa também questiona a opinião dos eleitores sobre alguns atributos do presidente Jair Bolsonaro. O primeiro resultado é a respeito de competência. Em junho de 2020, 44% consideravam o presidente Jair Bolsonaro competente; agora, 36%. Consideravam Bolsonaro incompetente 52%. Agora, são 58%. E 5% não souberam responder nas duas pesquisas.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal