Gestão

Prefeito João Campos realiza entrega simbólica de primeiro habitacional contemplado pelo Programa Mais Vida nos Morros

Iniciativa, que é realizada pela Prefeitura do Recife por meio da Secretaria Executiva de Inovação Urbana, promove o combate à desigualdade a partir do estímulo do desenvolvimento sustentável.

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), realizou a entrega simbólica na última sexta-feira, 9 de julho, do primeiro habitacional contemplado pelo Programa Mais Vida nos Morros, o conjunto Residencial Mariazinha, no bairro do Ibura.

A iniciativa, que é realizada pela Prefeitura do Recife por meio da Secretaria Executiva de Inovação Urbana, promove o combate à desigualdade a partir do estímulo do desenvolvimento sustentável, protagonismo comunitário e transformação de espaços urbanos.

“A gente está aqui no Conjunto Habitacional Mariazinha, aqui a gente está inaugurando mais um Mais Vida nos Morros. Esse é o primeiro feito em habitacional da cidade. Aqui a gente discutiu durante 7 meses com a comunidade através da Secretaria de Inovação Urbana sobre quais eram as melhorias que elas queriam. Aqui a gente conseguiu fazer a maior amarelinha do Brasil,  fizemos também toda uma rota da Primeira Infância, requalificamos espaços que serão utilizados por toda a comunidade como a quadra poliesportiva e área de lazer para as crianças. E utilizamos as tintas para poder colorir, para poder alegrar e gerar esperança na comunidade”, contou João Campos.

Prefeito
Prefeito do Recife João Campos

Leia mais:
>>> Prefeito João Campos entrega Mercado da Boa Vista totalmente requalificado

“A gente também utilizou material reciclado que foi coletado em toda a comunidade, o material plástico. Foi feito todo um processo nas nossas cooperativas para reutilizar esse material e aqui são mais de 150 lixeiras construídas com a reciclagem de plástico. Então aqui o que a gente tem feito com o Mais Vida nos Morros, com o secretário Tulio Ponzi, na secretaria Executiva de Inovação Urbana, é aquilo o que a gente acredita para a cidade – gentileza urbana, promovendo a utilização dos espaços públicos para gerar o pertencimentos das pessoas à cidade e isso a gente vai levar para os quatro cantos do Recife”, disse o prefeito. 

De acordo com o secretário Executivo de Inovação Urbana Túlio Ponzi, o programa Mais Vida nos Morros promove a transformação por onde passa junto com os moradores de cada lugar.

“Hoje é um dia muito especial, mais do que uma comunidade toda redesenhada e repensada sob a perspectiva das crianças, eu acho que quando uma prefeitura, como a Prefeitura do Recife, faz uma transformação dessa junto com os moradores, ela está sinalizando para todo o País que o amor pode ser uma política pública, o amor pela cidade, a vontade de fazer a diferença no lugar você vive. E que é possível sonhar, toda cidade é um sonho coletivo, eu sempre digo isso. E o Mais Vida nos Morros faz as pessoas sonharem cada vez mais e está reinventando a cidade a partir das periferias e a partir do protagonismo comunitário e principalmente a partir das crianças”, comentou ele.

Prefeito
Prefeito do Recife João Campos em entrega simbólica do Habitacional. Foto: Marcos Pastich/PCR

A intervenção inclui a revitalização completa da praça, parque infantil e da quadra esportiva, pintura dos blocos e criação de painéis artísticos, além da implantação de um caminho lúdico que contou com grande protagonismo das crianças.

A partir de uma caminhada pelo local, os pequenos ajudaram na criação da “Rota da Primeira Infância”, que promove a interação da criançada com o lugar onde mora, percorre três ruas, comunica-se com três espaços públicos diferentes e conta com três temas: Sonhos, Educação e Esportes.

A Rota também foi o espaço escolhido para abrigar uma atração inusitada que tem chamado a atenção dos moradores: uma grande amarelinha com 154 quadrados, totalizando 115 metros.

“É uma representação física dos caminhos que naturalmente as crianças já utilizam como palco para suas brincadeiras e para a imaginação. Nunca foi nosso objetivo impor esse trajeto, mas sim construir junto com elas. E foi assim que aconteceu”, explica a arquiteta e urbanista Laís Morais, chefe da divisão de Urbanismo Social e Primeira Infância da Secretaria.  

Além de ganharem mais cores, a praça, parque infantil e a quadra esportiva passaram por serviços que incluíram recuperação dos brinquedos do parque, calçamento de ruas, recuperação de linhas d’água e instalação de novas tampas de drenagem.

A quadra do Habitacional também ganhou uma tabela de basquete e mais área de arquibancada. Parte dos serviços de infraestrutura e jardinagem foram realizados em parceria com a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb).

Para identificar as ruas e áreas comuns do Conjunto, o Mais Vida nos Morros instalou 18 placas que chamam a atenção pelas cores e criatividade. Já o padrão de pintura dos 54 blocos foi fruto de uma votação feita entre os moradores, que se uniram em pequenos mutirões e pintaram as paredes do habitacional com cores neutras.

O verde também ganhou papel de destaque dentro da intervenção e trouxe mais vida ao local, com a criação de 108 novos jardins onde foram plantadas mudas de espada de São Jorge, Palmeira Manila, Arca de Noé, Panamá Vermelho e árvores das espécies Feliciano e Ipê.

A chegada do programa ao habitacional foi mais uma conquista da comunidade e reforça o compromisso da atual gestão com promoção da igualdade e desenvolvimento da autoestima dos recifenses.

O Conjunto Residencial Mariazinha também recebeu um olhar especial do programa ReciclaMais. A partir da realização da Corrida do Plástico, que envolveu 12 comunidades atendidas pelo Mais Vida nos Morros, a Secretaria Executiva de Inovação Urbana incentivou a mudança de comportamento e conscientização ambiental do morador em relação a separação, descarte, reciclagem e reuso dos resíduos sólidos gerados por ele, especialmente o plástico.

Durante a Corrida, os moradores se uniram em uma arrecadação coletiva de resíduos plásticos que iriam para lixo e foram convertidos em soluções sustentáveis através do Upcycling. Parte do plástico arrecadado foi destinado para catadores e para a Cooperativa Ecovida Palha de Arroz, e o plástico tipo 2 e tipo 5 foram 100% reciclados e transformados em mobiliários urbanos para o Residencial Mariazinha.

Entre artefatos confeccionados estão assentos de gangorras, painel sensorial para a Rota da Primeira Infância e 120 lixeiras.

Para a moradora do Conjunto Habitacional Mariazinha, a autônoma Nancy Lopes, 56 anos, os trabalhos da Prefeitura agradaram a crianças e adultos no local:

“está maravilhoso, muito lindo e o prefeito está de parabéns. Antes não tinha as lixeirinhas, está tudo maravilhoso, mudou até a autoestima da gente aqui, porque quando a gente entra aqui já vê as cores vivas. As crianças brincam, pulam, jogam”.

Já segundo Taciana Araújo, de 29 anos, que vive com o marido e o filho de 7 anos no Conjunto, as cores alegram toda a família.

“Eu achei que ficou muito legal, moro aqui há um ano e mudou muito já. Meu filho também gosta e usa os parquinhos”, contou ela.

O toque de arte urbana na ação ficou por conta dos artistas Nt Grafitagem e Luciano Ferreira, que transformaram paredes do habitacional em verdadeiros painéis de arte. Além dessa transformação das áreas comuns do próprio habitacional, o programa Mais Vida nos Morros também promoveu a pintura de 30 casas do entorno. Ao todo, cerca de 250 famílias foram diretamente beneficiadas pela iniciativa.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal