Opinião

Rodrigo Maia chama Bolsonaro de covarde e diz que sua derrota em 2022 é “inevitável”

Na sexta-feira (9), o presidente Bolsonaro chamou o presidente do TSE, Roberto Barroso, de “idiota” e “imbecil”.

O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia afirmou no sábado (10) que é “inevitável” a derrota do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022.

Maia disse que o chefe do Executivo é “covarde” e manifestou apoio ao ministro Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Bolsonaro é um covarde. Sempre foi um pusilânime. Em 2018, atacava homossexuais, mulheres e qualquer um que pensasse diferente. Hoje, acrescentou à lista de ataques a urna eletrônica e o presidente do TSE porque sabe que a derrota é inevitável. Meu apoio irrestrito ao ministro Barroso”, publicou Rodrigo Maia em sua página oficial no Twitter.

Ver mais:

>> É falso que Barroso defenda redução da maioridade para estupro de vulnerável, diz STF

>> Rodrigo Maia diz que Lula é favorito em 2022 e que se coloca para ajudar petista na disputa eleitoral

Barroso tem sido alvo de críticas de Bolsonaro nos últimos dias por causa de opiniões divergentes sobre a adoção do voto impresso. Isso tem irritado Bolsonaro, que é a favor da mudança. O presidente chegou a sugerir que Barroso teria ligação com pedofilia.

Bolsonaro indicou que as eleições de 2022 poderiam não ocorrer caso o voto impresso não fosse implementado. Em resposta, Barroso garantiu que o pleito ocorreria e afirmou que atuar para impedir eleição é crime de responsabilidade.

Maia e demais políticos usaram as redes sociais para defender Barroso. Na sexta-feira (9), o ex-presidente da Câmara já havia se posicionado sobre falas de Bolsonaro ao dizer que o presidente tem um “mentalidade infantil” e que não sabe ouvir “não”.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal