Imprevisto

Anvisa alerta para casos de inflamações no músculo do coração em pessoas que tomaram vacinas da Pfizer contra a Covid-19

Os episódios foram identificados por autoridades sanitárias dos Estados Unidos. Em seu comunicado, a Anvisa destaca que ainda não houve registro de situações como essa no Brasil.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou comunicado alertando para casos registrados em outros países de inflamações no músculo cardíaco e no tecido que envolve o coração em pessoas que foram imunizadas com vacinas contra a covid-19 que usam RNA mensageiro, como a da Pfizer/BioNTech.Anvisa, Anvisa alerta para casos de inflamações no músculo do coração em pessoas que tomaram vacinas da Pfizer contra a Covid-19Anvisa, Anvisa alerta para casos de inflamações no músculo do coração em pessoas que tomaram vacinas da Pfizer contra a Covid-19

Os episódios foram identificados por autoridades sanitárias dos Estados Unidos. O principal órgão do setor naquele país (FDA, na sigla em inglês) apontou o risco dessas duas doenças (chamadas de miocardite e pericardite), sobretudo entre as pessoas que receberam as duas doses.

Em seu comunicado, a Anvisa destaca que ainda não houve registro de situações como essa no Brasil e que os riscos desse tipo de ocorrência é baixo, sendo superado pelos benefícios da imunização com essas vacinas no combate à covid-19.

Leia mais:
>>> Anvisa recebe pedido de uso emergencial de vacina indiana Covaxin

A agência mantém a recomendação de uso da Pfizer/BioNTech, a única vacina autorizada até o momento que emprega a tecnologia do RNA mensageiro.

O alerta da agência visa chamar a atenção especialmente dos profissionais de saúde para que fiquem atentos a esses riscos e atuem no diagnóstico e tratamento, caso estes tipos de complicações sejam detectadas.

Os sintomas mais comuns, conforme a Anvisa, são dor no peito, falta de ar, palpitações ou mudanças no ritmo dos batimentos cardíacos.

Agência Brasil

Lote com 600 mil doses

O  Ministério da Saúde informou na quarta-feira, 7 de julho, que chegou no Brasil mais 600 mil doses de vacinas da Pfizer contra a covid-19. O lote foi entregue no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Segundo a pasta, 15 milhões doses produzidas pelo laboratório deverão ser entregues durante o mês de julho. A pasta informou que a remessa que chegou ao Brasil faz parte de um total de 7 milhões que o Ministério da Saúde conseguiu antecipar com a farmacêutica para reforçar a vacinação contra a covid-19 no país.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal