Opinião

Presidente Bolsonaro: ‘Caguei para a CPI. O que produziu de bem pro Brasil?’

O chefe do executivo também chamou os parlamentares de “patifes” e disse que não vai responder à carta.

Membros da CPI da Covid protocolaram uma carta, na quinta-feira (8), no Palácio do Planalto, para que o presidente Jair Bolsonaro responda às acusações feitas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) sobre suspeitas de corrupção na aquisição da vacina Covaxin.

Horas depois, Bolsonaro, em transmissão ao vivo por meio de uma rede social, disse que está “cagando para a CPI”, além de voltar a atacar a comissão do Senado Federal, sobretudo o presidente, senador Omar Aziz (PSD-AM), e os outros membros, senador Renan Calheiros (MDB-AL), que é o relator, e o vice-presidente, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

“Hoje fizeram uma festa, entregaram um documento lá embaixo. Vou responder a pergunta à CPI. Sabe qual é a minha resposta? Caguei. Caguei para a CPI. Não vou responder nada. É uma CPI que não está preocupada com a verdade”, disparou Bolsonaro.

Ver mais:

>> Datafolha diz que reprovação do governo Bolsonaro subiu para 51% e atinge maior nível desde o início do mandato

O presidente também atribuiu o aumento no combustível sofrido esta semana à CPI da Covid. Para ele, quando os trabalhos na comissão ganham repercussão, a bolsa acaba sofrendo alterações, que interferem no preço do petróleo.

“Que resposta posso ter para a CPI que não quer colaborar com nada, apenas desgastar o meu governo? Criar um caos. Quando, de vez em quando, tem uma certa reverberação, mexem na bolsa, faz aumentar o preço do petróleo, aumenta o preço do combustível, pois o preço do petróleo é atrelado ao preço do barril lá fora, o dólar aqui dentro. Não tenho paciência para ouvir patifes”, concluiu.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal