Ajuda

Militares realizam arrecadação e entrega de alimentos e agasalhos

Em Belém, o Comando Militar do Norte doou mais de três toneladas de alimentos.

O 5º Batalhão de Infantaria Leve (5º BIL) realizou, no dia 30 de junho, na cidade de Lavrinhas, uma Ação Cívico-Social (Aciso) com o objetivo de apoiar as famílias em situação de vulnerabilidade no município. Os militares, com o apoio da prefeitura, realizaram a coleta de alimentos e agasalhos.

Ao todo foram arrecadados 677kg de alimentos, 46 cobertores e 4.022 peças de roupas e calçados.  Paralelamente, foram distribuídos  kits de cuidados odontológicos, realizados testes de Covid-19 e a aferição da pressão arterial, da frequência cardíaca e da saturação.

Mais de três toneladas de alimentos à entidade em Belém

Já em Belém, no Pará, o Exército Brasileiro, por meio do Comando Militar do Norte, doou 3.368 quilos de alimentos ao Instituto Áster de Belém na quinta-feira (1). A ação faz parte da campanha do Exército “Ajudar está em nossas mãos”. Ao todo, foram 421 cestas de oito quilos cada. A Associação de Oficiais da Reserva do Exército (AORE Belém) apoiou a arrecadação de bens perecíveis e não perecíveis.

Leia Também: Marcos Rogério diz que há ‘orquestração’ para enfraquecer o presidente Bolsonaro

“Há famílias que só têm o Áster em Belém e elas sabem que podem contar com a instituição”, explica a coordenadora do local, Giseli Brito. Ela explica que as principais motivações dos que trabalham no Áster são ver uma criança vencendo o câncer e ajudar as famílias, das quais 90% são consideradas carentes.

É o caso de Raimundo Silva, que foi receber os alimentos destinados ao filho de 12 anos que tem leucemia e é atendido há quatro meses pelo Áster. “Agradeço muito essa ajuda, pois sou do município de Afuá e meu filho está em tratamento há oito meses no oncológico infantil. A dificuldade está grande, mas Deus está abrindo as portas para vencer”.

Instituto Áster

Em atividade há quase sete anos, o Instituto Áster doa cerca de 120 cestas básicas a familiares de crianças e adolescentes com câncer que vêm para a capital paraense em busca de melhores condições de tratamento.

Fonte: Gov.Br

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal