Agenda

Clarissa Tércio se encontra com Bolsonaro em Brasília; deputada pode concorrer ao Governo de PE em 2022

No encontro foram abordadas questões relacionadas a Pernambuco e o apoio dado ao presidente no Estado.  

Na tarde da última quarta-feira, 7 de julho, a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC), se reuniu com o  presidente Jair Bolsonaro e a ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, em Brasília. A paramentar, que é cogitada como possível nome para disputar o Governo de Pernambuco em 2022, esteve acompanhada do marido, o vereador do Recife Pastor Júnior Tércio (Podemos) e do seu pai, o Pastor Francisco Tércio.

Veja também:
>>>Após confrontos em SP, Clarissa Tércio defende PM: “Nas manifestações de direita, prestamos continência para vocês”
>>>PTB de Roberto Jefferson convida Clarissa Tércio para disputar o governo de Pernambuco em 2022; deputada diz que no momento oportuno todos vão saber

No encontro foram abordadas questões relacionadas a Pernambuco e o apoio dado ao presidente Bolsonaro no Estado.

“A reunião foi muito positiva e teve como objetivo tratar sobre a política pernambucana. Foi um encontro muito importante em que falamos sobre várias pautas e como representante legítima dele, no Estado, estaremos juntos em 2022, para libertar Pernambuco”, disse Clarissa Tércio.

A parlamentar é evangélica, representa a direita conservadora no Estado e diz que vem reunindo
forças políticas para representar o presidente, nas eleições de 2022, em Pernambuco.

Críticas a manifestações da esquerda

Clarissa Tércio criticou os confrontos da militância da Esquerda com a Polícia Militar de São Paulo no sábado (3), após o fim do ato contra o presidente Jair Bolsonaro.

Em um vídeo postado em suas redes sociais, os manifestantes atiram pedras e objetos em direção a Polícia que recua. Além do confronto, o grupo depredou uma agência do banco Santander e destruiu a vidraça de uma concessionária de veículos.

Para evitar o quebra-quebra, os PMs usaram spray de pimenta e bombas de efeito moral. A confusão ocorreu na Rua da Consolação.

Sobre o ocorrido, afirmou que nas manifestações da direita, não há esses confrontos com a PM e que os manifestantes respeitam e “prestam continência” aos Militares.

“Vândalos, bandidos eleitores do Lula, atacam a PM de São Paulo. Polícia Militar do Brasil, nas manifestações de direita, prestamos continência para vocês”, escreveu Clarissa.

Confira: 

 

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal