Crítica

“A família Bolsonaro está na política para ganhar dinheiro por fora”, dispara Tabata Amaral

A deputada federal criticou o presidente Bolsonaro por envolvimento em suposto esquema de “rachadinha” quando foi deputado.

A deputada federal por São Paulo, Tabata Amaral, criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a família dele, após divulgação de um áudio no qual a ex-cunhada do presidente afirma que o irmão dela foi demitido por ordem de Bolsonaro por não devolver parte do salário, na época que era assessor no gabinete do então deputado.

Ao escrever na legenda de uma publicação na sua conta no Instagram,  a parlamentar diz que “a família Bolsonaro está na política para ganhar dinheiro por fora e defender interesses pessoais”.
“Jair Bolsonaro foi deputado por 28 anos e não fez nada pelo Brasil. Ele e sua família estão na política para ganhar dinheiro por fora e defender interesses pessoais. Os Bolsonaros são corruptos e suas práticas são um exemplo do que os brasileiros mais se envergonham na política”, escreveu Tabata Amaral no Twitter.
Veja também: 

Entenda

Em uma gravação de áudio da ex-cunhada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), revela que enquanto Bolsonaro ocupou uma cadeira na Câmara dos Deputados, teria demitido um ex-servidor de seu gabinete por se recusar a entregar parte de seu salário no esquema conhecido como “rachadinha”, ou desvio de dinheiro público . As informações são do portal Uol.

As revelações foram realizadas pela ex-cunhada do presidente Bolsonaro, Andrea Siqueira Valle. Em uma série de gravações, a fisiculturista declara que o “André [Siqueira Valle, ex-cunhado de Bolsonaro] dava muito problema porque nunca devolveu o dinheiro certo, que tinha que ser devolvido. Tinha que devolver R$ 6 mil? O André devolvia R$ 2 mil, R$ 3 mil. Foi um tempão assim até que o Jair [Bolsonaro] falou: ‘Chega. Pode tirar ele porque ele nunca me devolve o dinheiro certo.’”

Veja o vídeo: 

Jair Bolsonaro ocupou o cargo de deputado federal na Câmara entre 1991 e 2018. Durante este período, teve André Valle como eu assessor entre os anos de 2006 e 2007. O valor combinado de devolução salarial seria de 90% do pagamento, de acordo com Andrea.

Confira nota do Planalto:

“Considerando que não tivemos acesso à íntegra das gravações divulgadas pelo UOL, mas apenas a trechos fora de contexto, sem mais informações sobre data e hora, não há como nos manifestar. A construção da narrativa, tal qual feita pelo UOL, por meio da divulgação de trechos sem contextualização cronológica parecem ter como intuito induzir o leitor/expectador a conclusões precipitadas por carecer de contexto.”

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal