Lar

Bolsonaro lança Programa Habite Seguro com R$ 100 milhões para policiais financiarem compra da casa própria; veja os detalhes

É previsto uma linha de crédito mobiliário de até R$ 300 mil, com subsídios que variam conforme a faixa de renda do agente de segurança.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai lançar na próxima terça-feira, 6 de julho.  o Programa Habite Seguro, uma linha de crédito imobiliário com subsídio de R$ 100 milhões destinada aos agentes de segurança pública, de acordo com o UOL

No início do ano, Bolsonaro solicitou ao Ministério da Economia uma análise do programa e, agora, o ministério foi informado de que o programa tomará forma por ordem do presidente.

O dinheiro sairá do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP), ligado ao Ministério da Justiça e prevê financiamentos de até R$ 300 mil, com subsídios que variam conforme a faixa de renda do policial.

O lançamento do Habite Seguro será feito por meio de uma Medida Provisória e um decreto, que definirão quem será beneficiado e quais as regras do programa.

A Caixa Econômica Federal irá ofertar o produto, com estimativa de receber R$ 1,6 milhão em 2021 e mais de R$ 3 milhões em 2022 e 2023 para operacionalizar o programa.

Leia também:
>>> Albérisson Carlos, presidente da ACS-PE faz live sobre financiamento habitacional para Profissionais de Segurança Pública anunciado por Bolsonaro

Como deve funcionar

A minuta da MP e do decreto avaliada pela área técnica da Economia prevê que o programa será dividido em cinco faixas de renda, que variam de R$ 1.000 até acima de R$ 7.000, com financiamento de até R$ 300 mil. Quem recebe acima de R$ 7.000, porém, não terá direito a subsídios.

O valor do subsídio muda conforme a faixa de renda:
Policial com renda mensal de R$ 1.000 a R$ 3.000: subsídio de R$ 12 mil;
Policial com renda mensal de R$ 3.000 a R$ 4.000: subsídio de R$ 10 mil;
Policial com renda mensal de R$ 4.000 a R$ 5.000: subsídio de R$ 8.000;
Policial com renda mensal de R$ 5.000 a R$ 7.000: subsídio de R$ 6.000.

Promessa 

Bolsonaro já havia adiantado, em conversa com apoiadores em 16 de junho, que iria oferecer aos agentes de segurança produtos com “taxa de juros lá embaixo”.

Além do financiamento com subsídios, os agentes de segurança deverão ter outras modalidades de crédito oferecidas pela Caixa com condições especiais, para ampliar o aceno à base de policiais. Uma das opções é oferecer condições diferenciadas para compra de terrenos, casas e apartamentos disponíveis na Caixa.

Segundo fontes do Ministério da Justiça, a previsão inicial é que o programa de subsídios à habitação
atenda até 200 mil profissionais. Considerando outros programas, o governo acredita que pode aumentar o número de beneficiários para até 500 mil pessoas.

Na reunião em que o projeto foi apresentado a Bolsonaro, nesta semana, ficou definido que as categorias atingidas seriam, inclusive, ampliadas.

Inicialmente, entrariam no programa policiais federais, rodoviários federais, civis, penais, bombeiros
militares, agentes penitenciários, peritos e papiloscopistas integrantes dos institutos oficiais de
criminalística, medicina legal e identificação, ativos e inativos e aposentados.

Agora, Bolsonaro pediu também a inclusão de guardas municipais. A ordem foi acatada.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal