Presença

Políticos de Esquerda participam de ato contra o presidente Bolsonaro

Vereadores, deputados estaduais e federais e senador participam do protesto realizado contra o presidente, na manhã deste sábado (3).

Vários políticos participaram do ato realizado na manhã deste sábado (3) contra o presidente Jair Bolsonaro, a adesão do auxílio emergencial de R$ 600 e a favor da vacinação contra Covid-19. O protesto aconteceu nesta manhã no Centro do Recife.

A concentração do ato teve início às 9h na Praça do Derby. Por volta das 10h15, os manifestantes
saíram em passeata pela Avenida Conde da Boa Vista em direção à Avenida Guararapes.

Vários políticos participaram do ato como a vereadora do Recife Dani Portela (PSOL), os deputados federais Marília Arraes (PT) e Renildo Calheiros (PCdoB), o deputado estadual João Paulo (PCdoB) e o senador Humberto Costa (PT).

A manifestação gerou aglomeração na concentração. Durante a passeata, os manifestantes tentaram praticar o distanciamento social. Parte deles usou máscaras de proteção facial. A organização do protesto realizou distribuição de álcool em gel.

Ver mais:

>> Novo manifesto Fora Bolsonaro acontece no Recife; MPPE não se manifestou sobre recomendação para não realização de ato

Há bandeiras do Psol, do partido Unidade Popular (UP), da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), da Central Sindical e Popular (CSP) Conlutas, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE), além de cartazes pedindo “Vacina para Todos”, “Fora Bolsonaro” e “Estudantes contra o fascismo”.

A manifestação foi convocada por movimentos sociais, sindicatos e partidos de esquerda, como as Frentes Povo sem Medo e Brasil Popular, PT, PSOL, Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Nacional dos Estudantes (UNE) e União dos Estudantes de Pernambuco (UEP).

“O Brasil não aguentará o governo genocida, e agora investigado por corrupção, de Jair Bolsonaro até 2022. O impeachment é urgente, tem de ser agora. Já são mais de meio milhão de vidas perdidas por Covid-19 no Brasil. O desemprego é recorde: 14,8 milhões de trabalhadores desocupados, além de 6 milhões de desalentados, aqueles que desistiram de procurar posto de trabalho. Milhares de pequenas empresas e comércios fecharam as portas. A fome e a carestia empurram milhões de brasileiros para a pobreza e extrema pobreza”, afirma nota da convocação.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal