Declaração

Daniel Coelho afirma que Bolsonaro cria tumulto sobre voto eletrônico porque vê poucas chances de vitória

O deputado afirmou que discussões sobre um sistema eleitoral ainda mais transparente são sempre bem-vindas.

O líder do Cidadania na Câmara dos Deputados, deputado Daniel Coelho, criticou, nesta sexta-feira (2), as falas do presidente Jair Bolsonaro, que disse haver possibilidade de fraude nas eleições de 2022.

Daniel afirmou que discussões sobre um sistema eleitoral ainda mais transparente são sempre bem-vindas. Porém, na visão do deputado, Bolsonaro fez ameaças e isso não pode acontecer.

“Uma coisa é como o voto se dá. Ninguém pode ser contra evoluir na transparência, mas dizer que terá problema, fazer ameaça, dizer que há fraude escancarada, é um absurdo completo. Se tem fraude, dissolve o Congresso, destitui presidente, governadores. Como diz que tem fraude se Bolsonaro há 30 anos participa de eleição, teve mandatos de deputado. Era em cima de fraude? Ele erra e erra muito na forma, poderia fazer debate sobre a transparência”, disse.

Ver mais:

>> Com apelo de Daniel Coelho, Comissão Especial aprova relatório a favor da cannabis medicinal no Brasil

“Acho lamentável a fala (de Bolsonaro) e parece que ele não quer discutir o voto, quer criar tumulto. Vê chance de vitória pequena. Mas, acho que Lula também não ganha. O Brasil buscará outro caminho”, afirmou o deputado.

A implantação do voto impresso auditável ainda em 2022 foi abordada, mais uma vez, pelo presidente em live transmitida em suas redes sociais nessa quinta-feira (1º). O chefe do Executivo voltou a defender a nova modalidade de voto e disse que o Supremo Tribunal Federal (STF) interfere no Poder Legislativo para derrotar a proposta.

“Eu entrego a faixa presidencial para qualquer um que ganhar de mim na urna de forma limpa. Na fraude, não” , disse o presidente. E completou: “Querem nos impor goela abaixo para fazer voltar aquela quadrilha. Vão ter problemas, não é ameaça, é constatação. O povo não vai admitir isso aí”.

Sobre as falas do presidente, Daniel disse que enxerga retóricas e afirmou não acreditar que a democracia no Brasil corra risco. “Não acredito em uma aventura autoritária, não há contexto politico para governo autoritário hoje. Na época da ditadura, havia contexto, Chile, Argentina, parte da Europa discutindo comunismo, mas, hoje, o Brasil não tem como se sustentar isolado do mundo”, comentou.

“Bolsonaro dizer que há fraude é narrativa equivocada e desesperada, vivemos uma pandemia e enquanto deveríamos focar em vencer a covid, ficamos em debate que não traz solução”, disse Daniel Coelho.

O deputado acredita que Bolsonaro quer manter seu eleitorado fiel para ir ao segundo turno contra Lula no próximo ano.

“Nas últimas eleições ficou provado que você não precisa da maioria. As abstenções são crescentes então com um terço dos votos você vai ao segundo turno e, se manter isso, pode vencer. Bolsonaro tenta manter a base de um terço e aposta em um segundo turno no qual o antipetismo possa ser decisivo. É a estratégia de Lula, que quer ir ao segundo turno contra Bolsonaro. Por isso, a preocupação de Lula é não ter um terceiro candidato competitivo,  compreendendo que a vitória dele é contra Bolsonaro. O desafio é dizer que não se vence por antecipação, precisa fazer com que as pessoas analisem e escolham o melhor e, quem sabe, ter opção diferente dessas dos dois polos”, colocou Daniel.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal