Declaração

Humberto diz que Bolsonaro se encontra “acuado e perdido” e diz pra ele responder os “escândalos de corrupção do seu governo”

Senador pelo PT de Pernambuco disparou uma série de palavras fortes contra o presidente através das redes sociais.

O senador Humberto Costa, do PT, disse em sua conta no Twitter que o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), estaria “desgastado, acuado e perdido”. O parlamentar, que é membro efetivo da CPI da Pandemia no Senado, também chamou o presidente de “genocida” e alegou casos de corrupção no Governo Federal.

“Desgastado, acuado e perdido, o genocida reafirmou que a eleição será roubada se não tiver voto impresso e que Lula não vai ganhar “na fraude”. Chega de cortinas de fumaça, Bolsonaro! Vá trabalhar! Vá responder os escândalos de corrupção do seu governo”, escreveu Humberto Costa. 

Veja também:
>>>“Superpedido” de impeachment de Bolsonaro é apresentado na Câmara Federal

Humberto Costa se refere também a fala do presidente Bolsonaro sobre uma possível vitória do ex-presidente Lula “na fraude”.

“Eu entrego a faixa presidencial para qualquer um que ganhar de mim na urna de forma limpa. Na fraude, não”, disse Bolsoanaro.

Voto impresso

Durante entrevista coletiva com a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou a última pesquisa na qual poderia perder em primeiro turno a eleição do ano que vem para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O chefe do Executivo voltou a afirmar que não acredita em pesquisas eleitorais e cobrou novamente a implementação do voto impresso no pleito de 2022.

O presidente Bolsonaro acusou o ministro do STF Luís Roberto Barroso de mentir sobre o funcionamento do sistema de votos impressos. O ministro afirmou que o “voto em papel é retrocesso”, o que o presidente contra argumentou dizendo que não seria a volta de um “voto em papel”, mas sim a impressão de um comprovante que seria depositado na urna após o voto.

“Presado ministro Barroso do Supremo: É mentira quando diz que é o voto de papel, é mentira novamente, e o senhor sabe disso, não pode um ministro do Supremo mentir”, disse Bolsonaro em coletiva com a imprensa.

Confira: 

CPI

O presidente Jair Bolsonaro criticou na quarta-feira (30), os senadores de oposição que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). A fala do presidente aconteceu durante a agenda em Ponta Porã (MS).

O grupo referido por Bolsonaro, chamado G7, tem atuado na apuração de ações e omissões do governo federal no combate à pandemia.

“Não conseguem nos atingir, não vai ser com mentiras ou com CPI integrada por sete bandidos que vão nos tirar daqui. Temos uma missão pela frente: conduzir o destino da nossa nação e zelar pelo bem estar e pelo progresso do nosso povo”, disse o presidente.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal