Comunicado

Cidades de Pernambuco negam que aplicaram vacinas vencidas da AstraZeneca/Oxford, após divulgação de dados oficiais

Prefeituras que se manifestaram sobre o problema com doses de oito lotes alegaram que o caso se refere a um erro no sistema do Ministério da Saúde e já foi corrigido.

Cidades de Pernambuco se posicionaram sobre um levantamento baseado no cruzamento de dados oficiais do governo federal no qual aponta que ao menos 26 mil pessoas podem ter recebido doses vencidas da vacina AstraZeneca contra a Covid-19.

O trabalho dos pesquisadores Sabine Righetti, da Unicamp, e Estêvão Gamba, da Unifesp, foi publicado nesta sexta-feira, 2 de julho, pelo jornal “Folha de S. Paulo”, indica que o problema ocorreu com doses de oito lotes da vacina.

Os lotes que já estariam vencidos são:
4120Z001 – Vencimento em 29 de março
4120Z004 – Vencimento em 13 de abril
4120Z005 – Vencimento em 14 de abril
CTMAV501 – Vencimento em 30 de abril
CTMAV505 – Vencimento em 31 de maio
CTMAV506 – Vencimento em 31 de maio
CTMAV520 – Vencimento em 31 de maio
4120Z025 – Vencimento em 4 de junho

Leia também:
>>> Saiba quais cidades de Pernambuco teriam aplicado vacinas da Covid-19 vencidas e o que fazer se você foi imunizado com essas doses

A lista das cidades pernambucanas apresenta 96 cidades que teriam aplicado ao menos uma dose do imunizante vencido. O município de Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco, foi a cidade que mais aplicou doses possivelmente vencidas da vacina contra a Covid-19 no Estado. De acordo com registros oficiais do Ministério da Saúde foram um total de 279 doses aplicadas da vacina AstraZeneca que já estavam vencidos, sendo 76 doses do lote 4120Z005* que venceram no dia 14 abril e 203 dose do lote 4120Z025, vencidas em 4 de junho de 2021.

Prefeituras
Lotes com os detalhes referente a aplicação da vacina. Imagem: Reprodução/Divulgação

Ipojuca

A prefeitura de Ipojuca, por meio de publicação nas redes socais, afirmou que a situação não ocorreu no município. Segundo a nota oficial divulgada, foi identificado “um atraso de digitação das informações no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI)” e que todas as doses aplicadas pelo município estavam dentro do prazo de validade.

  • Nota completa

Diferente do que foi publicado no Jornal Folha de S.Paulo, neste 02 de julho de 2021, o município
do Ipojuca NÃO realizou vacinação fora da validade. Os lotes foram enviados à Ipojuca nas
seguintes datas:
– Lote 4120Z005 recebido em 26/01/2021 teve a sua totalidade concluída muito anterior ao prazo
de validade que era de 14/04/2021.

Recife

A Prefeitura da capital pernambucana, negou que tenha aplicado vacinas contra a Covid-19 com validade vencida.

Em nota, a Secretaria de Saúde do município afirmou que as últimas doses do lote 4120Z005, cujo prazo de validade era 14 de abril, mencionadas no levantamento, foram ministradas, na cidade, até o dia 25 de fevereiro.

De acordo com a prefeitura, “o fato observado pela publicação se refere a um erro, que já foi corrigido, durante o registro de duas doses no sistema do Ministério da Saúde”.

  • Nota completa

A Secretaria de Saúde do Recife explica que nenhuma dose de vacina contra covid-19 foi aplicada fora do prazo de validade. As últimas doses do lote 4120Z005, cujo prazo de validade era 14 de abril, mencionado pela reportagem da Folha de São Paulo foram ministradas, na cidade, até o dia 25 de fevereiro. A Secretaria esclarece ainda que houve um erro durante o registro de duas doses no sistema do Ministério da Saúde.

Caruaru

A Secretaria de Saúde de Caruaru, no Agreste pernambucano, informou que na data do vencimento do lote todas as doses já tinham sido aplicadas. O órgão justificou ainda que a informação de que a cidade aplicou 36 doses fora de validade trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que já está sendo corrigido.

  • Nota completa

A Secretaria de Saúde de Caruaru esclarece que o lote 4120z005 foi o primeiro lote de AstraZeneca a chegar no município. O recebimento aconteceu no dia 26 de janeiro de 2021. No dia 14 de abril de 2021, data de vencimento do lote, todas as doses já tinham sido aplicadas entre os dias 26/01 e 03/03. As 36 doses que contam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que já
está sendo corrigido.

Bezerros

A Secretaria de Saúde de Bezerros, no Agreste do Estado, confirmou o recebimento de 600 doses do lote de vacina Oxford/AstraZeneca. Porém, disse que nenhuma dose foi aplicada após esse período de validade. Bezerros teria aplicado uma dose do imunizante vencido.

  • Nota completa

A Secretaria de Saúde de Bezerros informa que recebeu 600 doses do lote de Nº 4120Z005, do imunizante Astrazeneca, em 27 de janeiro de 2021, conforme consta no Sistema do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. A aplicação das doses, desse lote, ocorreu no período entre os dias 28 de janeiro e 01 de março de 2021. Não havendo, portanto, nenhuma dose aplicada após esse período. A dose do imunizante, supostamente aplicada fora do prazo de validade, trata-se, na verdade, de um erro de informação no sistema do Ministério da Saúde. O erro já foi corrigido.

Gameleira

Nas redes sociais, a prefeitura de Gameleira, informou que não existe caso de vacinação vencida no município.  

Confira a relação de todas as cidades de Pernambuco e quantas doses foram aplicadas e estariam vencidas:

  1. Ipojuca= 279 doses aplicadas
  2. Garanhuns= 110 doses aplicadas
  3. Gameleira= 90 doses aplicadas
  4. Bom Jardim= 87 doses aplicadas
  5. Correntes= 51 doses aplicadas
  6. Itaíba= 48 doses aplicadas
  7. Verdejante= 38 doses aplicadas
  8. Condado= 37 doses aplicadas
  9. Caruaru= 36 doses aplicadas
  10. Rio Formoso= 36 doses aplicadas
  11. São João= 28 doses aplicadas
  12. Joaquim Nabuco= 26 doses aplicadas
  13. Santa Cruz do Capibaribe= 25 doses aplicadas
  14. Bom Conselho= 24 doses aplicadas
  15. Sirinhaém= 24 doses aplicadas
  16. Olinda= 17 doses aplicadas
  17. Buíque= 16 doses aplicadas
  18. Betânia= 14 doses aplicadas
  19. Camutanga= 13 doses aplicadas
  20. Capoeiras= 13 doses aplicadas
  21. Jaboatão dos Guararapes= 13 doses aplicadas
  22. Nazaré da Mata= 12 doses aplicadas
  23. Ouricuri= 12 doses aplicadas
  24. Carnaubeira da Penha= 11 doses aplicadas
  25. Machados= 11 doses aplicadas
  26. Carnaíba= 10 doses aplicadas
  27. Toritama= 10 doses aplicadas
  28. Itapissuma= 8 doses aplicadas
  29. Catende= 7 doses aplicadas
  30. Custódia= 7 doses aplicadas
  31. Lagoa de Itaenga= 7 doses aplicadas
  32. Santa Cruz da baixa Verde= 7 doses aplicadas
  33. Abreu e Lima= 6 doses aplicadas
  34. Arcoverde= 6 doses aplicadas
  35. Bodocó= 6 doses aplicadas
  36. João Alfredo= 6 doses aplicadas
  37. Tacaratu= 6 doses aplicadas
  38. Canhotinho= 5 doses aplicadas
  39. Jatobá= 5 doses aplicadas
  40. Araripina= 4 doses aplicadas
  41. Cupira= 4 doses aplicadas
  42. Jurema= 4 doses aplicadas
  43. Paulista= 4 doses aplicadas
  44. Sertânia= 4 doses aplicadas
  45. Belém de São Francisco= 3 doses aplicadas
  46. Cabo de Santo Agostinho= 3 doses aplicadas
  47. Goiana= 3 doses aplicadas
  48. Paudalho= 3 doses aplicadas
  49. Serra Talhada= 3 doses aplicadas
  50. Afrânio= 2 doses aplicadas
  51. Águas Belas= 2 doses aplicadas
  52. Brejo da Madre de Deus= 2 doses aplicadas
  53. Calçado= 2 doses aplicadas
  54. Camaragibe= 2 doses aplicadas
  55. Chã Grande= 2 doses aplicadas
  56. Escada= 2 doses aplicadas
  57. Frei Miguelinho= 2 doses aplicadas
  58. Ipubi= 2 doses aplicadas
  59. Lagoa Grande= 2 doses aplicadas
  60. Lajedo= 2 doses aplicadas
  61. Limoeiro= 2 doses aplicadas
  62. Panelas= 2 doses aplicadas
  63. Recife= 2 doses aplicadas
  64. São Caetano= 2 doses aplicadas
  65. Timbaúba= 2 doses aplicadas
  66. Tracunhaém= 2 doses aplicadas
  67. Tupanatinga= 2 doses aplicadas
  68. Vicência= 2 doses aplicadas
  69. Belém de Maria= 1 doses aplicadas
  70. Bezerros= 1 doses aplicadas
  71. Caetés= 1 doses aplicadas
  72. Cortês= 1 doses aplicadas
  73. Cumaru= 1 doses aplicadas
  74. Exu= 1 doses aplicadas
  75. Flores= 1 doses aplicadas
  76. Glória do Goitá= 1 doses aplicadas
  77. Gravatá= 1 doses aplicadas
  78. Igarassu= 1 doses aplicadas
  79. Itaquitinga= 1 doses aplicadas
  80. Jataúba= 1 doses aplicadas
  81. Jupi= 1 doses aplicadas
  82. Parnamirim= 1 doses aplicadas
  83. Pedra= 1 doses aplicadas
  84. Salgueiro= 1 doses aplicadas
  85. Saloá= 1 doses aplicadas
  86. São Benedito do Sul= 1 doses aplicadas
  87. São Bento do Una= 1 doses aplicadas
  88. São José do Egito= 1 doses aplicadas
  89. São Lourenço da Mata= 1 doses aplicadas
  90. Solidão= 1 doses aplicadas
  91. Surubim= 1 doses aplicadas
  92. Taquaritinga do Norte= 1 doses aplicadas
  93. Triunfo= 1 doses aplicadas
  94. Vertente do Lério= 1 doses aplicadas
  95. Vertentes= 1 doses aplicadas
  96. Vitória de Santo Antão= 1 doses aplicadas
Nem todas as 96 cidades que aplicaram ao menos uma dose dos oito lotes que possivelmente estariam vencidos, se manifestaram. Outras cidades, como Maringá (PR), que é citada com mais doses vencidas aplicadas (3.536), nega e diz que problema tem relação com erro em preenchimento de dados no SUS. PGR pediu informações ao Ministério da Saúde e à Anvisa.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal