Afeto

Em Goiana, lei garante videochamada para pacientes internados com Covid-19

Iniciativa possibilitando a visita virtual de familiares a pacientes com o Coronavírus.

O prefeito da cidade de Goiana, no litoral norte de Pernambuco, Eduardo Honório (PSL), publicou no Diário Oficial do município a lei n.° 2.463/2021, possibilitando a visita virtual de familiares a pacientes internados em decorrência do novo Coronavírus, por meio de videochamada.

Segundo a lei, caberá às instituições de saúde, públicas ou privadas, a operacionalização e apoio logístico, respeitando as particularidades e limitações de cada equipamento. A realização da videochamada também deve ser previamente autorizada pelo profissional responsável pelo tratamento do paciente, sendo aplicados todos os protocolos sanitários e de segurança.

A  Lei é de autoria do vereador Ramon Aranha, do PSL, sancionada pelo prefeito de Goiana.

“Estamos passando por um momento bastante delicado em todo mundo, e pensamos em minimizar um pouco o sofrimento de tantos familiares que almejam notícias de seus entes, acreditamos que essa lei será confortante para ambas das partes, paciente e familiar. Estreitando a comunicação permitindo até uma melhora do quadro de muitos, e contribuído para vencer esse vírus tão terrível”, afirma o vereador Ramon Aranha.

Veja também:
>>>Goiana realiza distribuição de kits merenda a mais de 10 mil alunos da rede municipal de ensino

UPA de Goiana

A prefeitura de Goiana e o governo do Estado uniram forças para aumentar a oferta de leitos exclusivos para a Covid-19 no município e trazem de volta ao funcionamento a Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPA-E) na cidade. O prefeito da cidade, Eduardo Honório fez o pedido e o governo do Estado atendeu.

A licitação para a reabertura já foi publicada e técnicos da secretaria estadual de Saúde estiveram reunidos na quinta (18) com o prefeito Eduardo Honório e representantes da saúde municipal para encontrar meios visando à reabertura emergencial de leitos de UTI e enfermaria da unidade de saúde que fica localizada na PE-075 e que também atenderá pacientes de outras cidades da Zona da Mata Norte de Pernambuco.

A decisão foi feita um dia após o prefeito Eduardo Honório fazer o pedido ao governador Paulo Câmara a devolução da UPA-E na cidade por conta do aumento dos casos de covid-19 na região. No pedido do prefeito, o município de Goiana disponibiliza sua equipe de profissionais da saúde para atuar na unidade e o governo de Pernambuco disponibiliza equipamentos e insumos para os atendimentos.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal