Ranking

Pernambuco tem a segunda menor taxa de mortalidade da covid-19 no Brasil

Apesar da queda em casos, Governo alerta que cuidados devem continuar. Estado fica atrás apenas do Maranhão.

De acordo com a publicação do ranking semanal da Organização Panamericana da Saúde (OPAS), entidade ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS) na quinta-feira, 24 de junho, o estado de Pernambuco tem a segunda menor taxa de mortalidade em decorrência do novo coronavírus no Brasil em 2021, ficando atrás apenas do Maranhão.

Apesar da tendência de queda nos indicadores da Covid-19 o Governo do estado pediu que a população continue com as medidas sanitárias, como usar máscara, manter o distanciamento social e higienizar as mãos com frequência, com o objetivo de evitar um novo recrudescimento da doença.

Da redação do Portal com informações do Governo de Pernambuco

Leia mais:
>>> Pernambuco recebe lote com quase 95 mil doses da vacina Pfizer contra Covid-19

Balanço da vacinação

Pernambuco já aplicou mais de 4 milhões de doses de vacina contra a Covid-19, desde o início da imunização no Estado, no dia 18 de janeiro. Na quinta-feira, 24 de junho, Pernambuco registrou exatas 4.003.664 aplicações, sendo que 1.056.024 pernambucanos já completaram seu esquema vacinal e 2.947.640 foram imunizados com a primeira dose.

Ao todo, foram feitas a primeira dose em 304.776 trabalhadores de saúde; 26.073 povos indígenas aldeados; 43.367 em comunidades quilombolas; 7.700 idosos em Instituições de Longa Permanência; 665.715 idosos de 60 a 69 anos; 399.662 idosos de 70 a 79 anos; 203.295 idosos de 80 anos e mais; 1.554 pessoas com deficiência institucionalizadas; 17.967 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 377.974 pessoas com comorbidades; 28.348 pessoas com deficiência permanente; 53.220 gestantes e puérperas; 169.932 pessoas de 40 a 49 anos; 381.830 pessoas de 50 a 59 anos; 966 pessoas em situação de rua, 885 pessoas privadas de liberdade; além de 264.376 trabalhadores de serviços essenciais.

Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 219.221 trabalhadores de saúde; 25.702 povos indígenas aldeados; 5.845 em comunidades quilombolas; 5.771 idosos institucionalizados; 303.566 idosos de 60 a 69 anos; 328.524 idosos de 70 a 79 anos; 160.743 idosos de 80 anos e mais; 1.181 pessoas com deficiência institucionalizadas e 5.471 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; totalizando 1.056.024 que já finalizaram o esquema vacinal.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal