Protesto

Esquerda define dia 24 de julho como nova data nacional de mobilização contra o presidente Jair Bolsonaro

Manifestantes também pedem aceleração da vacinação em massa no país e de auxílio emergencial de R$ 600 até o final da pandemia.

Os partidos de Esquerda e outros grupos definiram em reunião realizada nesta terça-feira, 22 de junho, que o dia 24 de julho, é a nova data nacional de luta pelo ‘Fora Bolsonaro’, em defesa da aceleração da vacinação em massa no país, do auxílio emergencial de R$ 600 até o final da pandemia, em defesa da vida do povo negro, contra os cortes da educação e por uma política de empregos.

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, participou do encontro que escolheu a data do novo ato nacional. Durante a reunião ela falou sobre o “superpedido” de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, que está sendo elaborado por um grupo de juristas, e também sobre a importância de se manter fortalecida a luta nas ruas.

Leia também:
>>> Após defender isolamento social, Esquerda convoca novos protestos contra Bolsonaro

Convocação geral

A definição do dia 24 de julho se deu devido à ampliação do processo de mobilização, com prazo para a articulação de outras atividades, como paralisações de categorias nos locais de trabalho, além de ações nas periferias e nos grandes centros.

Segundo os organizadores, também serão executados iniciativas para aumentar o envolvimento de um número maior de cidades nas mobilização. Do primeiro para o segundo evento, houve crescimento da participação de cidades de médio porte em todas as regiões do país.

No próximo dia 1º de julho, às 18 horas, acontece a 5ª Plenária Nacional das Lutas Populares que será realizada no ambiente virtual.

Bolsonaro ironiza protesto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez a publicação de um vídeo em suas redes sociais sobre as manifestações contra o governo federal que foram realizadas no último sábado, 19 de junho. O vídeo publicado mostra 2 pessoas segurando uma faixa com a frase: “Fora Bolsonaro! Vacina para todos já! Auxílio Emergencial de 600 reais!”.

O protesto foi realizado na cidade de Paranaguá, no Paraná. É possível contar no vídeo a participação de 8 pessoas acompanhando a manifestação pelas ruas da cidade.

A postagem no Twitter já foi compartilhada mais de 6 mil vezes em poucos minutos, confira:

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal