Ironia

‘O nove dedos volta só na fraude’, diz Bolsonaro sobre possível vitória do ex-presidente Lula

A declaração ocorreu durante conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Nesta segunda-feira, 21 de junho, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o ex-presidente Lula (PT) só retorna ao poder se houver fraude nas eleições de 2022Bolsonaro se referiu a Lula como ‘o nove dedos’. A declaração ocorreu durante conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. Bolsonaro voltou a defender o voto impresso, que está sendo debatida na Câmara dos Deputados. 

“Só na fraude o ‘nove dedos’ volta. Se o Congresso aprovar e promulgar, teremos voto impresso. Não vai ser uma canetada de um cidadão, como esse daqui, que não vai ter voto impresso. Pode esquecer isso daí”, disse Bolsonaro, sem citar a quem se referia.

Confira: 

 
Já durante uma de suas agendas no estado do Pará, na última sexta-feira, 18 de junho, Bolsonaro exibiu uma camiseta com os dizeres “É melhor Jair se acostumando. Bolsonaro 2022”, recebida de apoiadores locais,

Em seu discurso, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que também participou da agenda, entregou ao presidente duas camisas com as cores do Brasil, uma delas presenteada pela localidade de Quatro Bocas, no Pará, e outra, por “outro grupo”, nas palavras de Guimarães, com os dizeres: “É melhor Jair se acostumando. Bolsonaro 2022”.

Ao pegar as camisas, o presidente mostrou à plateia e entregou a um assessor. Durante o evento, o chefe do Executivo também voltou a defender o tratamento precoce contra a Covid-19.

“Recomendo àqueles que porventura tenham problema com a covid que procurem um remédio para o tratamento precoce. Eu lá atrás tomei hidroxicloroquina, assim como muitos tomaram também ivermectina. Isso não mata ninguém”, afirmou.

Indicação ao STF

Na conversa com apoiadores nesta segunda, Bolsonaro ainda comentou a próxima indicação que fará ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em julho, o ministro Marco Aurélio Mello completa 75 anos e se aposenta compulsoriamente, abrindo a segunda vaga na corte durante o governo Bolsonaro.

“Para onde o Brasil tava indo até a cassação da Dilma? Imagina se ela continuasse. Se eu tivesse morrido na facada, quem estaria no meu lugar? Agora, é muita coisa, pessoal, para a gente arrumar. A gente vai arrumando. Vou indicar agora em julho um novo ministro para o Supremo. Vai indo, tá? (…) Quem for eleito em 22, no primeiro semestre de 23 vai indicar mais dois [ao STF]. A verdade tá vindo. Pessoal, a verdade tá vindo”, finalizou.

Veja mais:
>>>Boulos diz que diferente de atos da esquerda, manifestações pró-Bolsonaro promovem “desfiles da morte”

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal