Protesto

Militantes de esquerda pedem fim da Polícia Militar durante manifestação ‘Fora Bolsonaro’ no Recife

Vinte e dois profissionais de quatro secretarias fizeram a interlocução entre os movimentos sociais e as autoridades policiais que acompanharam o protesto.

Durante manifestação realizada contra o presidente Jair Bolsoanro (sem partido), no último sábado (19), no centro do Recife, alguns militantes de esquerda pediram o fim da Polícia Militar em determinada parte do percurso.

As declarações contra a instituição, que estão sendo divulgadas nas redes sociais, ocorreram no final da Av. Conde da Boa Vista, próximo a Ponte Duarte Coelho. A mesma PM que desde o início do protesto acompanhou e deu tranquilidade e segurança para realização do ato.

A manifestação marcou o primeiro dia de atuação dos Agentes de Conciliação do Governo de Pernambuco. Vinte e dois profissionais de quatro secretarias  fizeram a interlocução entre os movimentos sociais e as autoridades policiais que acompanharam o protesto. O ato começou por volta das 9h na Praça do Derby e foi encerrado ao meio-dia, na Rua do Sol, sem qualquer intercorrência.

Confira: 

Veja também:
>>>Agentes de Conciliação do Governo de Pernambuco garantem interlocução entre manifestantes e polícia

‘Fora Bolsonaro’

O ato denominado ‘Fora Bolsonaro’ ornazinado por integrantes das Frentes Povo sem Medo e Brasil Popular, da Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, do Partido dos Trabalhadores (PT), do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP), bem como as demais entidades sindicais e movimentos sociais ignoraram a recomendação do MPPE de não realizar o protesto que teve concentração na Praça do Derby, na manhã de ontem, 19 de junho.

Diversas pessoas se reuniram na manhã deste sábado (19), no Centro do Recife para o protesto contra o governo Bolsonaro e também por vacinação contra a Covid-19 e políticas de erradicação da fome e da pobreza.

A chuva que caiu desde a sexta-feira (18) na capital, não intimidou os grupos que se reuniram na Praça do Derby e, depois, seguiram pela Avenida Conde da Boa Vista até as pontes Duarte Coelho e Princesa Isabel, onde o ato foi concluído por volta das às 12h20.

A concentração começou perto das 9h e a caminhada saiu por volta das 10h. Os presentes usavam máscaras e partiram em fila indiana pela Avenida Conde da Boa Vista.  A Polícia Militar acompanhou de itinerário com viaturas e policiamento a pé por toda a extensão.

Por volta das 11h a manifestação chegou até a Ponte Duarte Coelho, cenário de um dos momentos mais tensos entre a Polícia Militar e manifestantes no ato do dia 29 de maio.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal