Apuração

Após governo Doria pagar valor bilionário em indenização, Tribunal de Contas é acionado pela oposição  

A empresa responsável pela operação e manutenção de uma das linhas do metrô da capital paulista foi quem recebeu a quantia.

O Governo Doria indenizou em mais de R$ 1 bilhão a concessionária ViaQuatro, que é responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, do Metrô da capital paulista. O valor que ficou acertado no último mês de março se deu graças a um desequilíbrio contratual originado de atrasos nas obras da estação Pinheiros, na zona oeste da cidade

Nessa história algo chamou a atenção da oposição, que decidiu acionar o Tribunal de Contas para investigar o caso.

Um mês depois de receber a quantia do governo paulista, a CCR e a RuasInvest formaram outro consórcio, o ViaMobilidade, que venceu um leilão de R$ 980 milhões no dia 20 de abril, praticamente o mesmo valor da indenização. 

As empresas receberam a concessão de outras duas linhas de trens metropolitanos em São Paulo: a 8, a Diamante, e 9, a Esmeralda, da CPTM, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. A CCR e a RuaInvest passarão a operá-las por 30 anos.

A bancada do Partido dos Trabalhadores, o PT, na Assembleia Legislativa de São Paulo estranhou a coincidência de valores e no último dia 10 de junho, entrou com uma denúncia sobre a indenização no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, o TCESP.

Indenização

O valor que o governo Doria teve que pagar, foi motivado pelo desmoronamento no canteiro de obras da expansão do Metrô em 2007, que levou a demora da conclusão do serviço e por consequência um desequilíbrio contratual.

Uma cratera de 80 metros de diâmetro se abriu e sete pessoas morreram. Um reajuste estava pendente desde então no contrato reivindicado pela empreiteira CCR – líder da ViaQuatro ao lado da RuasInvest, que opera frotas de ônibus na capital, e da Mitsui, empresa japonesa que atua em serviços, investimentos e comércio.

Veja também:
>>>Bolsonaro afirma ao atacar Lula e Doria: “Sou impedrejável”
>>>Motociata: Governo de Doria multa Bolsonaro, três ministros, cinco deputados federais e um estadual por não uso de máscara

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal