Tributo

Paulo Câmara recebe homenagem em solenidade dos 130 anos do Ministério Público de Pernambuco

No evento, que aconteceu na quinta-feira, 17 de junho, o governador afirmou que não é coincidência o MP ter dados os primeiros passos na queda de um regime absolutista.

O governador Paulo Câmara prestigiou, na quinta-feira, 17 de junho, a solenidade que marcou os 130 anos do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). No evento, aconteceu o descerramento de uma placa comemorativa, além da entrega de selos comemorativos a 33 autoridades do Estado cuja atuação contribuiu para o trabalho desempenhado pelo MPPE em favor do povo pernambucano ao longo desses anos.

Homenageado pela instituição, o governador afirmou que não é coincidência o fato de o Ministério Público ter dado, oficialmente, os primeiros passos exatamente no período de enfraquecimento e queda de um regime absolutista.

“O Ministério Público de Pernambuco está bem atento às mudanças operadas nas vidas das pessoas, especialmente em relação àquelas que têm difícil acesso à justiça e necessitam ainda, em grande medida, do apoio e da afirmação de instituições públicas que fazem valer o direito para os que mais precisam. As pessoas confiam no Ministério Público e essa relação não se estabeleceu aleatoriamente. Tudo foi construído com base em um trabalho sério, comprometido com a lei e com os ideais democráticos”, ressaltou Paulo Câmara.

Além do governador, estiveram entre os nomes homenageados, o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado estadual Eriberto Medeiros; o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Fernando Cerqueira; o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Dirceu Rodolfo; o defensor público-geral do Estado, José Fabrício de Lima; e o procurador-geral do Estado, Ernani Médicis.

Leia mais:
>>> Paulo Câmara lança Forma.Ai, o maior programa estadual de formação para habilidades de futuro

Acervo

Na solenidade, o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Paulo Augusto Freitas, também assinou um Termo de Cooperação Técnica com o Arquivo Público do Estado João Emerenciano (Apeje) para o resgate da memória institucional do MPPE, com a disponibilização do acervo e documentos sobre a história da instituição e realização de encontros técnicos, além da exposição e divulgação do Espaço Memória e de eventos corporativos envolvendo o acervo.

“A preservação da memória organizacional é assunto de primeira ordem para o MPPE. A melhor forma de construir o futuro é olhando para o passado, preservando registros e aprendendo com erros e acertos”, disse Paulo Augusto.

Da redação do Portal com informações do Governo de Pernambuco

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal