Imunização

‘No ano que vem, vamos ter que vacinar todo mundo de novo’, afirma diretor do Sírio-Libanês

Fernando Ganem revelou que o hospital vem registrando casos de reinfecção por Covid entre pessoas já imunizadas.

O médico cardiologista e intensivista, Fernando Ganem, diretor do Hospital Sírio-Libanês, explicou que todas as pessoas terão que tomar novamente a vacina contra a Covid-19 já no próximo ano. Fernando disse que o hospital tem pessoas internadas, mesmo já tendo tomado a vacina.

“Ano que vem, vamos ter que começar a vacinar todo mundo de novo. Vai funcionar como funciona na gripe; mudam as variantes, tem fazer nova adaptação da vacina”, afirma.

Segundo o médico, o hospital vem registrando casos de reinfecção por Covid entre pessoas já imunizadas, mas nenhum grave ou que tenha levado o paciente à morte.  Por isso, recomenda que as pessoas continuem usando máscaras não só para se proteger contra o coronavírus, mas também contra outros vírus respiratórios que estão circulando, como o H1N1, e já provocam internações.

Fernando Ganem está no Sírio desde 1992 e ocupou vários cargos nas áreas da assistência e da gestão. Em maio, assumiu a diretoria geral, substituindo o cirurgião Paulo Chapchap, seu mentor.

Ao ser questionado sobre a intenção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação ao uso da máscara, Ganem disse que  “vamos ter que continuar usando máscara ainda por muito tempo, independentemente de uma recomendação técnica, deve ser uma orientação comportamental. Sempre que possível, precisamos diminuir a probabilidade do contágio”.

Currículo 

Fernando Ganem é médico cardiologista formado pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), com doutorado na mesma instituição. Também é especialista em terapia intensiva, tem pós-graduação em gestão de atenção à saúde pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês e Fundação Dom Cabral. Trabalha no Hospital Sírio-Libanês desde 1992, inicialmente como plantonista no pronto-atendimento. Já trabalhou como intensivista no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, como chefe da UTI cardiovascular no Hospital Nove de Julho. Ocupa cargos na área de gestão do Sírio desde 2007. Em maio passado, assumiu a diretoria geral do hospital. Coordena também o programa de residência de clínica médica da instituição.

Veja mais: 
>>>Após pedido de Bolsonaro, Brasil vai receber 7 milhões de doses da vacina da Pfizer antecipadamente

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal